10 cidades mais bonitas do espírito santo brasil e sua gastronomia

10 cidades mais bonitas do Espírito Santo – Brasil

10 cidades mais bonitas do Espírito Santo – Brasil

Um dos mais atraentes estados brasileiros resumidos nas suas 10 cidades mais bonitas

Conheça agora as 10 cidades mais bonitas do Espírito Santo, Brasil. O Espírito Santo é um dos mais atraentes Estados brasileiros. Suas belezas, aliadas às tradições de índios, negros, portugueses, italianos, alemães e outros povos que participaram da construção da história capixaba, compõem um rico mosaico. Nesse cenário, o Estado se destaca por ser extremamente rico em opções turísticas, sejam de lazer, sejam de negócios. O Comida Simples vai compartilhar com você um pouco dessa beleza natural e de sua gastronomia local rica e deliciosa.

Vitória, capital do Espírito Santo, é o ponto de partida para a maioria das rotas turísticas do Estado. A cidade, uma das três ilhas-capitais do país, tem o desenvolvimento sustentável como uma de suas marcas e desponta entre as que mais crescem em termos econômicos no Brasil. Entretanto, as grandes oportunidades de negócios estão sempre alinhadas com a preservação de sua história, cultura e seus ecossistemas.



Essas são as 10 cidades mais bonitas do Espírito Santo – Brasil

  • Vitória
  • Guarapari
  • Vila Velha
  • Aracruz
  • Marataízes
  • São Mateus
  • Domingos Martins
  • Conceição da Barra
  • Nova Venécia
  • Anchieta



1. Vitória

Vitória - ES é uma das cidades mais bonitas do Espírito Santo - Brasil
Foto – Cláudia Regina – flicr.com/claudiaregina_cc

A cidade de Vitória, capital do Espírito Santo, é o ponto de partida para a maioria das rotas turísticas do Estado. A cidade, uma das três ilhas-capitais do país, tem o desenvolvimento sustentável como uma de suas marcas e desponta entre as que mais crescem em termos econômicos no Brasil. Entretanto, as grandes oportunidades de negócios estão sempre alinhadas com a preservação de sua história, cultura e seus ecossistemas.

Com uma população de 327.801 habitantes, Vitória é um ótimo lugar para se viver. Extremamente aconchegante, a cidade está entre as dez melhores do Brasil para trabalhar. Comparativamente às demais capitais do país, está em segundo lugar no ranking de desenvolvimento municipal, possui o terceiro melhor índice de desenvolvimento humano e o maior Produto Interno Bruto (PIB) per capita. Esta é uma das cidades mais bonitas do Espírito Santo – Brasil.

Gastronomia de vitória – ES:

  • Moqueca Capixaba
  • Torta Capixaba
  • Peixes
  • Frutos do Mar



2. Guarapari

Guarapari - ES é uma das cidades mais bonitas do Espírito Santo - Brasil
Foto – Rosanetur – Flicr

Com suas 46 praias e uma diversidade de atrações, Guarapari é o balneário mais famoso do Espírito Santo. O mar da cidade é formado por dezenas de ilhas, enseadas e costões rochosos, o que o torna um dos melhores locais para a prática do mergulho esportivo. As areias monazíticas atraem centenas de turistas todos os anos. Além de refrescar o calor, as praias de Guarapari também são ótimas para a prática de esportes, como surf, vela, jet-ski e remo.

Na Praia do Morro, o movimento é garantido, com seus vários bares e quiosques. A vida noturna na cidade também é bastante diversificada. Guarapari fica a 51 km de Vitória e as vias de acesso são a Rodovia do Sol e a BR-101 Sul. Esta é mais uma das cidades mais bonitas do Espírito Santo – Brasil.

Gastronomia de Guarapari – ES:

  • Moqueca Capixaba
  • Muma de Siri
  • Torta Capixaba
  • Peixes
  • Frutos do Mar



3. Vila Velha

Vila Velha- ES é uma das cidades mais bonitas do Espírito Santo - Brasil
Foto – Saulo Pratti – Flicr

A história do Espírito Santo começou em Vila Velha, a cidade mais antiga do Estado, que se destaca pelas belezas dos seus 32 km de praia. Fundada em 1535, por Vasco Fernandes Coutinho, quando ainda era uma capitania, hoje o município tem nas atividades portuárias sua principal base econômica. Nas belas praias da cidade, é possível passear pelo calçadão e provar deliciosos pratos nos quiosques.

Famosa pela música Madalena, de autoria do cantor e compositor Martinho da Vila, a Barra do Jucu é um lugar cheio de atrações, como a culinária típica e o congo, que revelam as fortes tradições folclóricas do município. Vila Velha fica a 5 km de Vitória e a Terceira Ponte é uma das formas de acesso à cidade. Esta é mais uma das cidades mais bonitas do Espírito Santo – Brasil.

Gastronomia de Vila velha – ES:

  • Cação a moda da ilha
  • Caranguejada
  • Torta Capixaba
  • Muma de Siri
  • Peixes
  • Frutos do Mar



4. Aracruz

Aracruz - ES é uma das cidades mais bonitas do Espírito Santo - Brasil
Daniel Filgueiras – Flicr

A história do Município de Aracruz pode ser dividida em seis períodos: primitivismo, colonialismo, neocolonialismo, nacionalismo desenvolvimentista, modernização dependente e globalização subordinada. Segundo os arqueólogos, a ocupação do território do atual Município de Aracruz começou durante a pré-história brasileira, ainda no período primitivo (pré-história – 1.500), há uns 3.200 a.C. (antes de Cristo), ou 5.200 a.P. (antes do Presente), cujos vestígios arqueológicos são os sambaquis, amontoados de conchas de ostras e outros mariscos, encontrados principalmente ao longo dos rios Piraquê-açú, Riacho e Comboios, depositado pelos povos caçadores, pescadores ou coletores de alimentos na natureza, que costumavam escavar e fazer moradias.

Assim é Aracruz: sinônimo de muita beleza, tranquilidade, belíssimas praias com características bucólicas e entrecortadas por pontais de arrecifes e protegidas pela vegetação de restinga, sua culinária destaca-se pelo prato mais requisitado a Moqueca Capixaba e a Torta Capixaba, pratos típicos feitos à base de peixe e frutos do mar, servidos em panelas de barro, artesanato ligado às tradições indígenas. Esta é mais uma das cidades mais bonitas do Espírito Santo – Brasil.

Gastronomia de Aracruz – ES:

  • Muma de Siri
  • Torta Capixaba
  • Moqueca Capixaba
  • Peixes
  • Frutos do Mar



5. Marataízes

Marataízes - ES é uma das cidades mais bonitas do Espírito Santo - Brasil
Foto – Antônio Schubert – Flicr

Marataízes partilha sua origem histórica com o município de Itapemirim, cujo povoamento se iniciou em 1539, quando Pedro da Silveira estabeleceu fazenda perto da foz do rio Itapemirim. Em 1700 chegavam da Bahia, Domingos Freitas Bueno Caxangá, Pedro Silveira e outros, que se ocuparam da cultura da cana-de-açúcar, dando continuidade à construção do povoado. Acredita-se que o nome “Marataízes” tem sua origem da língua tupi-guarani, com o significado “água que corre para o mar”, graças à grande quantidade de lagoas que vão de encontro ao mar.

Mas é comum ouvirmos diversas lendas indígenas, como a da índia Ísis que ao morrer provocou uma euforia e tristeza na tribo, fazendo com que os demais índios gritassem a frase “Mataram Ísis” e, ainda, a da índia Taís, que recebera como presente de seu pai, chefe da tribo, a praia que habitava, daí, “Mar Taís”. Outra versão é de que o nome se origina de uma função da linguagem e da religião utilizada pelos negros que aqui habitavam e tinham como dialeto a língua “marata”, das tribos africanas “bantos”, e que veneravam a deusa Ísis, protetora das famílias. Esta é mais uma das cidades mais bonitas do Espírito Santo – Brasil.

Gastronomia de Marataízes – ES:

  • Moqueca Capixaba
  • Muma de Siri
  • Torta Capixaba
  • Peixes
  • Frutos do Mar



6. São Mateus

São Mateus - ES é uma das cidades mais bonitas do Espírito Santo - Brasil
Foto – Edson Claret – Flicr

Os primeiros colonizadores portugueses chegaram a São Mateus por volta de 1544. É uma das cidades mais antigas do país, berço da escravidão e que preserva até hoje comunidades quilombolas. A característica principal da economia de São Mateus é a sua diversificação. A agricultura, pecuária e fruticultura são atividades fortíssimas no Município. Também merece destaque especial o petróleo, explorado desde os anos 60. Além disso, o comércio local é referência no norte do Estado e extremo sul da Bahia.

Há poucos registros sobre a povoação da cidade. A vila de São Mateus passou a ser subordinada ao governo do Estado da Bahia e, a partir desse momento, houve um grande crescimento, pois muitas famílias baianas de renome vinham morar na Vila. A Vila de São Mateus virou Município pelo Ato Provincial de 03 de abril de 1848, mas a celebração ocorre no dia 21 de setembro, início da colonização européia, em 1544. A origem do nome remete à visita do padre José de Anchieta à cidade num dia 21 de setembro, data que é celebrada em homenagem ao Evangelista São Mateus. Esta é mais uma das cidades mais bonitas do Espírito Santo – Brasil.

Gastronomia de São Mateus – ES:

  • Festa da Polenta
  • Moqueca Capixaba
  • Torta Capixaba



7. Domingos Martins

Domingos Martins - ES é uma das cidades mais bonitas do Espírito Santo - Brasil
Foto – Márcio Binow da Silva – Flicr

A herança deixada pelos imigrantes alemães e também italianos é marcante na arquitetura e na culinária de Domingos Martins. O município, que acolhe os visitantes com um clima extremamente agradável, foi considerado pela Revista Quatro Rodas como um dos três melhores do mundo. A temperatura máxima é de 18 graus.

ventos não faltam no calendário do município. Entre os mais famosos estão a Sommerfest, Festa da Imigração Alemã; Encenação da Paixão de Cristo, em Santa Isabel; Corpus Christi, em Paraju; Festival Internacional de Inverno; Encontro Internacional do Vinho e Festa do Morango; Pommerfest – festa pomerana em Melgaço; e Blummerfest – festa das flores. Esta é mais uma das cidades mais bonitas do Espírito Santo – Brasil.

Gastronomia de Domingos Martins – ES:

  • Comida Alemã
  • Bisteca Grelhada
  • Bacalhau com batatas
  • Chopp Artesanal



8. Conceição da Barra

Conceição da Barra - ES é uma das cidades mais bonitas do Espírito Santo - Brasil
Foto – Lourdes Costa – Flicr

Conceição da Barra é um dos mais antigos municípios do estado do Espírito Santo. E como todo núcleo primitivo, nasceu em razão de um porto determinante geograficamente para a fundação da cidade. Sua fundação data de 1554, quando os portugueses organizaram expedições para afastarem os índios das circunvizinhanças de Vila Velha, local onde se estabelecera, o donatário Vasco Fernandes Coutinho. Vindos do mar, os portugueses aportaram ao norte da foz de um grande rio, chamado pelos índios de Kiri-Kerê.

Receosos do ataque dos selvagens os europeus permaneceram no litoral. Entretanto, os indígenas que habitavam a região, pertenciam a tribo Guaianá, de índole pacífica. Esses índios chamavam os brancos de “moab” que significa homem de calça. Devido a situação geográfica o novo núcleo foi denominado “Barra”. A povoação logo prosperou devido ao intenso tráfego de navios, procedentes da Bahia e de Pernambuco, que nela aportavam, escoando nele produtos e mão-de-obra escrava. Esta é mais uma das cidades mais bonitas do Espírito Santo – Brasil.

Gastronomia de Conceição da Barra – ES:

  • Frutos do Mar
  • Peixes
  • Moqueca Capixaba
  • Torta Capixaba
  • Muma de Siri



9. Nova Venécia

Nova Venécia - ES é uma das cidades mais bonitas do Espírito Santo - Brasil Nova Venécia têm sua história marcada pela forte colonização italiana. Seu nome vem de ”Nova Veneza” porque os imigrantes vindos da Itália queriam encontrar e fazer daquela região sua nova casa. Hoje, o cenário municipal é composto por uma mistura dos povos indígenas, negros e imigrantes. No final do século XIX a região viveu o período da escravatura, depois, já no começo do século XX e com o fim da escravidão, a chegada de muitos imigrantes e a consequente criação do Núcleo Colonial de Nova Venécia foram levando o futuro município ao desenvolvimento. Em 1953 o município foi emancipado, desmembrando-se de São Mateus.

Estamos falando de um município montanhoso, conhecido por sua economia que, basicamente, gira em torno da exploração de granito e do café. É uma cidade marcada também pelo catolicismo. Mais de 95% da população de Nova Venécia é católica e as expressões estão em muitos dos pontos turísticos da cidade. A maior referência em turismo por lá é a região da Pedra do Elefante (distante 10km da sede), que hoje é uma Área de Proteção Ambiental, onde fica a Fazenda Santa Rita. Esta é mais uma das cidades mais bonitas do Espírito Santo – Brasil.

Gastronomia de Nova Venécia – ES:

  • Charutinho de bala de coco
  • Cocadas
  • Rolinhos de mamão
  • Charcutaria artesanal



10. Anchieta

Anchieta - ES é uma das cidades mais bonitas do Espírito Santo - Brasil
Foto – Marina Aguiar – Flicr

A cidade de Anchieta está localizada no sul do Espírito Santo a cerca de 80 quilômetros da capital Vitória. Com uma área territorial de aproximadamente 420 km², o município faz divisa com Guarapari, Alfredo Chaves, Piúma e Iconha. Anchieta se originou de uma aldeia de índios catequizada pelos padres jesuítas. O primeiro nome da cidade foi Rerigtiba, que, em tupy, significa lugar de muitas ostras. No dia 1 de janeiro de 1759, a então aldeia de Rerigtiba tornou-se Vila, passando a se chamar Benevente. Mais tarde, pela lei provincial número 6, de 12 de agosto de 1887, a Vila de Benevente foi elevada a cidade com a designação de Anchieta, nome que foi ratificado pela lei estadual 1307, de 30 de dezembro de 1921.

Com uma riquíssima herança histórica, além de privilegiado por 23 belas praias, lagoas, falésias e rios adornados por um riquíssimo manguezal, o município de Anchieta tem todos os atributos necessários para um desenvolvimento ainda maior no segmento turístico. No turismo religioso, a cidade apresenta o Santuário Nacional de Anchieta, formado pela Igreja Matriz Nossa Senhora da Assunção, pela residência dos padres jesuítas e pelo Museu São José de Anchieta. Esta é mais uma das cidades mais bonitas do Espírito Santo – Brasil.

Gastronomia de Anchieta – ES:

  • Moqueca Capixaba
  • Torta Capixaba
  • Frutos do Mar
  • Peixes
  • Muma de Siri



Conclusão

A tradição pesqueira e a herança da cultura indígena e negra influenciaram profundamente a culinária capixaba, tornando-a eclética, produto de muitas influências dos habitantes locais como portugueses, africanos e povos do norte da Europa. Com a vinda de imigrantes europeus novos pratos foram acrescentados à cozinha capixaba. E nesse gancho da gastronomia vamos apresentar a você as cidades mais bonitas deste estado maravilhoso que é o Espírito Santo.

Curtiu a nossa lista com as 10 cidades mais bonitas do Espírito Santo – Brasil, e sua gastronomia? A cidade de sua preferência não está na lista, então deixe sua opinião nos comentários. Finalmente, se você gostou do blog? Nos ajude a divulgá-lo em suas redes sociais.

Siga o Blog Comida Simples nas redes sociais: Facebook e no Instagram.



10 cidades mais bonitas do paraná e sua gastronomia

10 cidades mais bonitas do Paraná e sua gastronomia

10 cidades mais bonitas do Paraná e sua gastronomia

O estado do sul do Brasil que abriga uma grande diversidade de culturas e ecossistemas: conheça o Paraná e suas belas cidades

Você conhece as cidades mais bonitas do Paraná? A a gastronomia local? Se não conhece, dê uma espiada em nosso post com um pouco mais sobre belas cidades paranaenses e seus atrativos turísticos e gastronômicos. O Comida Simples também explora o turismo para fazer um gancho para a gastronomia pois os dois temas tem tudo a ver.

O Paraná afirma-se como um dos mais completos destinos turísticos do Brasil. As Cataratas do Iguaçu – conjunto com mais de duas centenas de quedas d’água – são o principal cartão-postal do estado. Em todas as regiões, a estrutura hoteleira e de serviços é excelente, com destaque para Foz do Iguaçu e para a capital, Curitiba.



Confira as 10 cidades mais bonitas do Paraná e sua gastronomia local

  • Paranaguá
  • Foz do Iguaçu
  • Antonina
  • Morretes
  • Lapa
  • Curitiba
  • Guaratuba
  • Londrina
  • Ponta Grossa
  • Matinhos



1. Paranaguá

Paranaguá - PR - Ilha do Mel

Quem vier até Paranaguá vai perceber a beleza do casario colonial, afinal suas paredes testemunham a história local. Muitas atrações podem ser vistas em Paranaguá, cidade considerada o berço da civilização paranaense. O patrimônio histórico, cultural e as belezas naturais da cidade encantam os turistas e são orgulho dos moradores. O casario, as ladeiras e as igrejas compõem um dos mais belos conjuntos arquitetônicos do Estado.

Os visitantes podem conhecer o Aquário Marinho, os Mercados Municipais, as Igrejas Históricas, a Fontinha, o Santuário Estadual de Nossa Senhora do Rocio e as antigas edificações da Rua da Praia.  Paranaguá  abriga as Casas Culturais, o Museu de Arqueologia e Etnologia e o Teatro Municipal Rachel Costa. As maravilhas da Mata Atlântica podem ser vistas na baía de Paranaguá, com suas ilhas cercadas de encantos naturais, sendo a Ilha do Mel um dos principais atrativos turísticos do Paraná.

Gastronomia de Paranaguá
  • Barreado
  • Peixes
  • Frutos do Mar



2. Foz do Iguaçu

Foz do Iguaçu - PR

Cidade com cerca de 263 mil habitantes, Foz do Iguaçu é caracterizada por sua diversidade cultural. São mais 90 nacionalidades estrangeiras, sendo que as mais representativas são oriundas do Paraguai, Líbano, China e Argentina. Integrada à região trinacional, Foz do Iguaçu faz divisa com a cidade argentina de Puerto Iguazú e com a cidade paraguaia de Ciudad del Este. A base da economia da cidade está no turismo, com destaque para o comércio e serviços.

A atividade turística em Foz do Iguaçu é composta de vários segmentos. Seus dois ícones, as Cataratas do Iguaçu, eleitas, em 2011, como uma das Novas 7 Maravilhas da Natureza, e a Hidrelétrica de Itaipu, encantam qualquer visitante. Além desses atrativos, outras opções compõem a oferta turística. São atrativos naturais, culturais, compras, atividades esportivas e variadas que fazem com que o Destino Iguaçu seja destaque nacional e internacional.

Gastronomia de Foz do Iguaçu
  • Dourado Assado
  • Pirá de Foz



3. Antonina

Antonina - PR

Antonina é um município brasileiro do estado do Paraná. Sua população contada em 2010 é de 18.891 habitantes com uma área de 876,551 km². Está situada a 90 km de Curitiba, e a 50 km de Paranaguá. Cidade histórica cujos primeiros vestígios da ocupação foram encontrados nos sambaquis. Posteriormente índios carijós habitaram o local sendo que os primeiros povoadores datam de 1648 e 1654.

Além da extraordinária beleza natural paisagística, Antonina possui no seu calçamento de pedras e nas suas ruínas, histórias, as quais enriquecem o seu patrimônio. O município oferece ainda, diversos atrativos turísticos. É acessado pela BR-277, pela antiga Estrada da Graciosa, por ferrovia e através do porto, que foi recentemente reativado, onde também se localiza a sede do município. Criado através da Lei Estadual nº14 de 21 de janeiro de 1857, e instalado na mesma data foi desmembrado de Paranaguá.

Gastronomia de Antonina
  • Barreado
  • Bala de Banana
  • Peixes
  • Frutos do mar



4. Morretes

Morretes - PR

Conhecer Morretes é ir ao encontro do verde das montanhas, do ar puro das cachoeiras, de bosques e recantos ainda inexplorados; é conviver com a exuberância de sua natureza e revier a história viva do Paraná, contemplando as belezas naturais do imponente Marumbi e do encantador Nhundiaquara; é ouvir o cantar dos pássaros com o marulhar das Cascatas, numa harmoniosa melodia.

É o relicário histórico e cultural de tantas gerações, que teve seu primeiro alento em 1721, quando o Ouvidor Rafael Pires Pardinho determinou que a Câmara de Paranaguá demarcasse, trezentas braças de terra em quadra, no local onde seria a futura povoação de Morretes, até que em 31 de outubro de 1733 foi realizada a medição das terras no ponto onde residia o rendeiro do porto João de Almeida, primeiro morador a localizar-se nas terras delimitadas, onde foram construídas duas casas, uma das quais pertencia a João de Almeida, localizada no morro da Igreja, e a outra denominada Casa da Farinha. Após a demarcação, recebeu o nome primitivo de Nossa Senhora do Porto e Menino Deus dos Três Morretes.

Gastronomia de Morretes
  • Barreado
  • Frutos do mar
  • Peixes



5. Lapa

Lapa - PR

Com origem ligada ao tropeirismo, a Lapa é uma das cidades mais antigas do Estado do Paraná e mantém seu Centro Histórico com características originais. As ruas de paralelepípedos, as réplicas de luminárias antigas e construções em estilo colonial português dos séculos XVIII e XIX encantam os visitantes. Nestas ruas e imóveis está viva a memória de um episódio que marcou a trajetória política brasileira e ficou conhecido como Cerco da Lapa.

O nome da cidade tem origem na marcante presença, ao leste, de uma montanha com formações rochosas que contém uma gruta em que viveu, por algum tempo, o monge João Maria D’Agostinis, tornando-a ponto de peregrinação e de grande valor místico. Os saborosos pratos típicos, como o virado de feijão com torresmo, a quirera, os tijolinhos de abóbora e a coxinha de farofa fazem da gastronomia um importante atrativo. A Lapa é uma cidade tranquila, ótima para se morar e investir. Tem uma boa infraestrutura de saneamento básico, educação, transporte, saúde e lazer.

Gastronomia de Lapa
  • Virado de Feijão com Torresmo
  • Quirera
  • Tijolinhos de abóbora
  • Coxinha de farofa



6. Curitiba

Curitiba - PR

Curitiba é a capital do Paraná, um dos três Estados que compõem a Região Sul do Brasil. Sua fundação oficial data de 29 de março de 1693, quando foi criada a Câmara. Os imigrantes – europeus e de outros continentes -, ao longo do século XX, deram nova conotação ao cotidiano de Curitiba. Seus modos de ser e de fazer se incorporaram de tal maneira à cidade que hoje são bem curitibanas festas cívicas e religiosas de diversas etnias, dança, música, culinária, expressões e a memória dos antepassados. Esta é representada nos diversos memoriais da imigração, em espaços públicos como parques e bosques municipais.

No século XX, no cenário da cidade planejada, a indústria se agregou com força ao perfil econômico antes embasado nas atividades comerciais e do setor de serviços. A cidade enfrentou, especialmente nos anos 1970, a urbanização acelerada, em grande parte provocada pelas migrações do campo, oriundas da substituição da mão-de-obra agrícola pelas máquinas. Curitiba enfrenta agora o desafio de grande metrópole, onde a questão urbana é repensada sob o enfoque humanista de que a cidade é primordialmente de quem nela vive.

Gastronomia de Curitiba
  • Carne de onça (calma, é carne de gado, este é só o nome)
  • Pão com bolinho
  • Pinhão
  • Massas



7. Guaratuba

Guaratuba - PR

Os primeiros habitantes deram o nome ao município de Guaratuba que em tupi significa “muitos guarás”, pássaros vermelho vivo, que existia em abundância no litoral do Paraná. Em 5 de dezembro de 1765, D. Luiz Antônio de Souza Botelho Mourão, Morgado de Mateus, ordenou a Afonso Botelho de Sampaio e Souza que fundasse um povoado na enseada de Guaratuba, que a fim de bem executar sua tarefa, reuniu duzentos casais e transferiu-os para o referido local, dando-lhes as ferramentas necessárias e demarcando-lhes as terras, de acordo com as necessidades de cada um.

Em 13 de maio de 1768, D. Luiz Antônio de Souza Botelho Mourão mandou construir uma igreja neste novo povoado e, a 29 de abril de 1771, foi celebrada a primeira missa oficiada pelo pároco Bento Gonçalves Cordeiro, auxiliado pelos freis João Santana Flores e Francisco Borges. Nesta mesma data este povoado foi elevado à categoria de Vila, com a denominação de Vila São Luíz de Guaratuba da Marinha.

Gastronomia de Guaratuba
  • Palmito assado na brasa
  • Peixes
  • Frutos do mar
  • Cambira



8. Londrina

Londrina - PR

Londrina se consolidou como Pólo Regional de bens e serviços e se tornou, definitivamente, a terceira mais importante cidade do Sul do Brasil na década de 90, quando foi desenvolvido o primeiro Plano Diretor. Neste período a cidade apresentava uma estrutura voltada para áreas residenciais em praticamente todo seu território, destacando a região central em razão do desenvolvimento da construção civil, refletida em inúmeros edifícios  de padrão médio e alto.

A região Norte da cidade, que nas décadas anteriores se enquadrava como região rural, revelou-se  como maior área residencial da cidade, apresentando uma concentração de conjuntos habitacionais financiados pelo BNH. Década a década, verifica-se que Londrina teve um  crescimento  constante, consolidando-se  como principal ponto de referência do Norte do Paraná, bem como exercendo grande influência e atração regional.

Gastronomia de Londrina
  • Catita
  • Culinária internacional



9. Ponta Grossa

Ponta Grossa - PR

Localizada no Segundo Planalto Paranaense, na região dos Campos Gerais, Ponta Grossa destaca-se no cenário turístico do sul do Brasil, devido à sua posição geográfica pela facilidade de acesso a todas as regiões do Estado. Importante entrocamento rodo-ferroviário, a cidade tem suas raízes no tropeirismo, na pluralidade étnica e nos caminhos da estrada de ferro, símbolos históricos e marcos referenciais ainda presentes no cenário urbano de uma das mais importantes cidades brasileiras.

Integrante da Rota dos Tropeiros, Ponta Grossa congrega um complexo de atrativos naturais, históricos e culturais que se revelam em meio à paisagem ondulada dos Campos Gerais e proporcionam a seus visitantes oportunidades múltiplas de lazer, cultura e turismo. O contraste do antigo com o moderno, a imensidão e a beleza de sua natureza e as manifestações culturais são fatores decisivos no reconhecimento da cidade como pólo turístico e cultural do Brasil. Além da qualidade de sua rede hoteleira e gastronômica, Ponta Grossa oferece ainda uma noite agradável com aspectos variados que garantem diversão a todos os gostos.

Gastronomia de Ponta Grossa
  • Alcatra no espeto
  • bebidas a base de Amora
  • Cafés coloniais



10. Matinhos

Matinhos - PR

A colonização de Matinhos começou em meados de século XIX, quando os índios carijós habitavam o litoral paranaense, descoberto em 1820 pelo francês Augusto de Saint’Hilaire. Sua primeira denominação foi Matinho, nome de um rio existente no município e, seus colonizadores iniciais foram os portugueses e italianos, que fundaram colônias agrícolas.

Em 1927, foi inaugurada a Estrada do Mar, ligando Paranaguá a Praia de Leste, que trouxe diversas famílias em sua maioria alemã, fixadas em Matinhos, entre elas a de Augusto Blitzkow, responsável por um plano de urbanização para Caiobá. Em 27 de janeiro de 1951, de acordo com a Lei nº 613, Matinhos foi elevada à categoria de Distrito pertencente à Paranaguá, e à categoria de Município, a 12 de junho de 1967, desmembrando-se de Paranaguá.

Gastronomia de Matinhos
  • Cambira
  • Barreado
  • Peixes
  • Frutos do mar

Conclusão

Curtiu a nossa lista com as 10 cidades mais bonitas do Paraná e sua gastronomia? A cidade de sua preferência não está na lista, então deixe sua opinião nos comentários. Finalmente, se você gostou do blog? Nos ajude a divulgá-lo em suas redes sociais. A fonte de pesquisa deste post foi o Portal do Turismo de SC.

Siga o Blog Comida Simples nas redes sociais: Facebook e no Instagram.



20 cidades mais bonitas de santa catarina e sua gastronomia local

As 20 cidades mais bonitas de Santa Catarina

20 cidades mais bonitas de Santa Catarina e sua Gastronomia

Conheça mais sobre este estado rico em belezas naturais com este post cheio de história e paisagens fantásticas de SC

Você saberia dizer quais são as cidades mais bonitas de Santa Catarina em meio a tantas opções neste lindo estado brasileiro? Pois bem, o Comida Simples vem através deste post, compartilhar com você um pouco mais sobre as 20 cidades mais bonitas de Santa Catarina na nossa opinião, é claro.

O estado de Santa Catarina possui uma região bem diversa com relação a características geográficas. Há cidades cheias de praias paradisíacas, pequenas cidades serranas extremamente frias, cidades com a cultura alemã como principal atrativo turístico, tudo isso num mesmo estado. Além dessa diversidade turística, Santa Catarina ainda pode ser visto como um estado muito produtivo, com diversas áreas de destaque como a agricultura, a indústria e a pecuária.

Para ilustrar para você que deseja visitar Santa Catarina, seja no verão ou nas estações mais amenas, resolvemos criar este post com as 20 cidades mais bonitas na nossa visão, e já fazendo um gancho para o nosso tema central: a Gastronomia. Então vamos abordar um pouco sobre as opções gastronômicas de cada um dos locais listados no post. Repare que nosso post cita os municípios, então uma mesma cidade pode ter várias praias conhecidas mas que não são municípios emancipados.



Confira abaixo as 20 cidades mais bonitas de Santa Catarina e sua Gastronomia

  • Florianópolis
  • Bombinhas
  • Balneário Camboriú
  • Palhoça
  • Itajaí
  • Porto Belo
  • Garopaba
  • Penha
  • Blumenau
  • Itapema
  • Navegantes
  • São Francisco do Sul
  • Pomerode
  • Itapoá
  • São José
  • Joinville
  • Brusque
  • São Joaquim
  • Chapecó
  • Indaial



1. Florianópolis

Florianópolis - SC

Não é à toa que a capital catarinense, Florianópolis, ou Floripa, como é carinhosamente chamada, é conhecida como Ilha da Magia. A beleza natural de Florianópolis encanta à primeira vista. São cerca de cem praias espalhadas pela ilha costeira e na pequena península continental que formam a cidade. Quem quer conhecer as mais badaladas e com melhor infraestrutura não pode deixar de ir a Jurerê Internacional e Praia Brava, no Norte da Ilha. Para surfar, as melhores são as praias do Leste, como Joaquina, Campeche, Mole, Barra da Lagoa e Moçambique; no Sul, Morro das Pedras, Armação e Matadeiro, além de Ingleses, Brava e Santinho, no Norte da Ilha.

Quem prefere praias mais selvagens tem que visitar Naufragados, Solidão e Lagoinha do Leste, que, apesar do difícil acesso, é uma das mais belas da capital. Quem está acompanhado de crianças pequenas deve optar por praias de mar calmo, como Jurerê, Daniela, do Forte, Canasvieiras, Ponta das Canas, Lagoinha e Cachoeira do Bom Jesus, todas no Norte da Ilha, e Pântano do Sul e Açores, no Sul.

Há ainda muitas outras atrações para se conhecer, como a bela e agitada Lagoa da Conceição, a tranquila Lagoa do Peri, o tradicional Centro Histórico, a cosmopolita Avenida Beira-Mar, os bucólicos bairros açorianos de Santo Antônio de Lisboa e Ribeirão da Ilha, além de fortalezas portuguesas, museus, igrejas, teatros e do cartão-postal da cidade: a Ponte Hercílio Luz.

Gastronomia de Florianópolis
  • Frutos do mar
  • Ostras
  • Peixes
  • Culinária açoriana



2. Bombinhas

Bombinhas - SC

A natureza foi generosa com Bombinhas. Menor município catarinense, é também um dos maiores em belezas naturais. Situada em uma península cuidadosamente recortada, tem praias de águas verde-esmeralda, baías e enseadas abrigadas que guardam uma grande variedade de peixes e espécies marinhas. É o paraíso para os praticantes de mergulho livre e autônomo e também para surfistas e velejadores. Com 75% de seu território preservado, Bombinhas oferece ainda belíssimas trilhas em meio à Mata Atlântica, cachoeiras e bons locais para observação de aves e animais silvestres. Outra atração que merece ser apreciada é o arrasto da pesca da tainha, entre maio e julho, tradição ainda presente nas pequenas comunidades de pescadores de origem açoriana.

Gastronomia de Bombinhas
  • Caldeirada
  • Moqueca de peixe
  • Ostras
  • Mariscos



3. Balneário Camboriú

Balneário Camboriú - SC

Localizado a pouco mais de 80 km de Florianópolis, Balneário Camboriú disputa com a capital catarinense a preferência dos turistas na alta temporada. De dezembro a março, aproximadamente 1,5 milhão de pessoas visitam o município. A movimentada Praia Central, onde fica a cosmopolita Avenida Atlântica, é o coração da cidade, mas existem opções mais tranquilas e preservadas, como as praias de Laranjeiras, Taquaras, Estaleiro e Estaleirinho e a primeira praia de naturismo do país: a Praia do Pinho. O Parque Unipraias, localizado na Barra Sul, reúne lazer, compras, ecoturismo e ainda proporciona uma bela vista da cidade em seus bondinhos aéreos. A Rodovia Interpraias também é um passeio obrigatório, com paisagens de grande beleza em todo o trajeto.

Gastronomia de Balneário Camboriú
  • Peixes
  • Camarões
  • Ostras
  • Mariscos
  • Culinária caseira
  • Cafés coloniais
  • Culinária internacional



4. Palhoça

Palhoça - SC

Palhoça é famosa em todo o Brasil, principalmente entre os surfistas, por causa da praia da Guarda do Embaú. As belezas naturais do município são mesmo o seu maior atrativo. Localizado entre o litoral e a serra, possui rios, cachoeiras, ilhas, morros com vistas espetaculares e ainda abriga o acesso à área aberta à visitação do Parque Estadual da Serra do Tabuleiro. Também vale a pena conhecer os casarios coloniais da Enseada de Brito, a fortaleza portuguesa da Ilha de Araçatuba e os sítios arqueológicos da região.

Gastronomia de Palhoça
  • Cervejas artesanais
  • Peixes
  • Camarões
  • Frutos do mar



5. Itajaí

Itajaí - SC

Itajaí localiza-se no litoral norte do Estado de Santa Catarina, junto à foz do Rio Itajaí-Açu. A cidade encontra-se em uma região estratégica do território catarinense, localizando-se na margem direita do maior rio do Estado, integrando um eixo de ligação com as principais rodovias e aeroportos do Brasil. O município tem o segundo maior PIB do Estado, decorrente dos setores econômicos mais importantes como a logística, construção civil, atividades industriais e portuárias, destacando-se o seu complexo portuário como o maior porto pesqueiro do país e o segundo maior em movimentação de contêineres. O município está em constante crescimento, principalmente com novos mercados em expansão como a indústria naval e o armazenamento e distribuição de combustíveis. Com uma população de mais de 180 mil habitantes, a cidade apresenta um considerável patrimônio histórico-cultural. Durante o ano a cidade mantém a tradição de festas típicas, que oferecem gastronomia, cultura e entretenimento aos habitantes e também aos turistas. Itajaí conta ainda com belas paisagens naturais, do meio rural às praias, coroadas por atrativos turísticos como o Bico do Papagaio, Parque Natural da Atalaia, Molhe, entre outros.

Gastronomia de Itajaí
  • Vinhos
  • Peixes
  • Frutos do mar



6. Porto Belo

Porto Belo - SC

Porto Belo é um pequeno paraíso encravado no litoral catarinense. A cidade mantém a atmosfera bucólica de uma vila de pescadores em meio a um cenário natural de grande beleza, com praias de águas cristalinas, baías abrigadas, ilhas e vegetação preservada. O pacato município de colonização açoriana se transforma na alta temporada, com o grande movimento nas praias, restaurantes e bares flutuantes. Os passeios de barco, os esportes náuticos e o mergulho estão entre as principais atividades turísticas. Na Ilha de Porto Belo, por exemplo, você pode se aventurar em trilhas subaquáticas que revelam a abundante vida marinha da região. Em outros locais, como a Reserva Morro dos Zimbros, há trilhas que desbravam a Mata Atlântica e permitem a observação de aves e de espécies ameaçadas de extinção, como o tamanduá-mirim. Imperdível também é a visita ao Ecomuseu, que tem ossadas de baleias e fósseis de mamíferos antigos.

Gastronomia de Porto Belo
  • Culinária açoriana
  • Alambiques
  • Frutos do mar



7. Garopaba

Garopaba - SC

Garopaba é um dos municípios de Encantos do Sul mais procurados por turistas no verão. A natureza é o grande atrativo dessa região, que ainda conserva a tranquilidade das antigas vilas de pescadores, em meio a praias de grande beleza natural. As mais conhecidas são as de Garopaba, do Silveira, da Ferrugem, da Gamboa, do Siriú e do Ouvidor. Surfe, sandboard, mergulho, passeios de barco e voo livre são algumas das atividades que você pode praticar, assim como a observação de baleias-francas. Entre junho e novembro, esses imensos cetáceos invadem o litoral sul catarinense para ter seus filhotes. Elas podem ser avistadas de perto, em passeios de barco organizados pelas operadoras locais com guias especializados. O município também tem boas opções de compras, gastronomia e uma vida noturna agitada na alta temporada.

Gastronomia de Garopaba
  • Culinária açoriana
  • Peixes
  • Frutos do mar
  • Culinária internacional



8. Penha

Penha - SC

Penha foi um dos primeiros locais de Santa Catarina a serem povoados pelos colonizadores açorianos. A economia, inicialmente baseada na pesca e na maricultura (o município é um dos maiores produtores de mariscos do estado), cedeu lugar ao turismo, principalmente depois que o Parque Beto Carrero World se instalou na região. Todos os anos, mais de 1 milhão de pessoas visitam esse que é o maior parque multitemático da América Latina, com mais de 100 brinquedos e atrações. Mas há outras opções turísticas em Penha, como as praias e os esportes de aventura que podem ser praticados em vários locais do município.

Gastronomia de Penha
  • Culinária açoriana
  • Peixes
  • Frutos do mar



9. Blumenau

Blumenau - SC

Principal polo econômico e turístico do Vale do Itajaí, Blumenau é internacionalmente conhecida pela Oktoberfest. A maior festa alemã das Américas, que acontece em outubro desde 1984, atraiu 573.361 visitantes em 2014. Fundada em 1850, Blumenau faz reverência às suas origens em cada canto da cidade: nas casas, nos parques, nos monumentos. Os traços da cultura germânica podem ser apreciados nas edificações centenárias de arquitetura alpina e enxaimel, na arte, no artesanato, na rica gastronomia e em outras festas que movimentam a cidade. Construções em estilo colonial, ruas bem cuidadas e jardins floridos também podem ser admirados em passeios pela região central ou nas encantadoras comunidades do município, como Vila Itoupava. Mas a cidade não preserva apenas a sua cultura: 68% do território de Blumenau é coberto pela Mata Atlântica, com trilhas e cachoeiras refrescantes. As opções de hospedagem são diversas e você ainda tem à disposição uma ótima infraestrutura de comércio e serviços.

Gastronomia de Blumenau
  • Culinária alemã
  • Cervejas
  • Alambiques



10. Itapema

Itapema - SC

Um dos 5 destinos mais visitados de Santa Catarina, Itapema recebe no verão cerca de 500 mil turistas. As praias de água cristalina de Itapema, são o principal atrativo do município, que tem boa infraestrutura hoteleira, além do artesanato tem um comércio forte e diversificado e vida noturna com muitos bares e restaurantes com várias especialidades. O ecoturismo é outra atração, com boas opções de trekking, escalada, arvorismo e voos de ultraleve sobre o litoral. Destaque também para o turismo de eventos, que tem atraído um bom número de visitantes durante o ano inteiro. Conheça Itapema e se encante com as belezas naturais e os atrativos da cidade que mais cresce em Santa Catarina.

Gastronomia de Itapema
  • Culinária açoriana
  • Peixes
  • Frutos do mar
  • Cervejas artesanais



11. Navegantes

Navegantes - SC

Sede de um porto e de um dos principais aeroportos internacionais de Santa Catarina, Navegantes mantém a vocação ligada ao mar e ao mundo náutico. O município de colonização açoriana destaca-se economicamente pelas atividades ligadas à pesca (é o terceiro maior centro de captura e beneficiamento de pescado da América Latina) e à construção naval, com uma numerosa quantidade de estaleiros navais. As praias do Gravatá, do Pontal, Central e Meia Praia são as principais atrações para os turistas, com boas condições para o surfe, pesca e outras atividades de lazer. Na alta temporada, a cidade também ganha uma vida noturna agitada nos picos mais procurados pelos surfistas e na orla gastronômica.

Gastronomia de Navegantes
  • Culinária açoriana
  • Frutos do mar
  • Peixes



12. São Francisco do Sul

São Francisco do Sul - SC

São Francisco do Sul é um dos destinos turísticos mais visitados de Santa Catarina. A cidade respira história em seu conjunto urbanístico e arquitetônico, com mais de 400 imóveis tombados pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN). A ocupação da ilha onde se situa a cidade teve início em 1504 com a passagem do navegador francês Binot Paulmier de Gonneville. Os portugueses só apareceram no século seguinte, colonizando a região e fundando o primeiro povoado de Santa Catarina: Nossa Senhora da Graça de São Francisco do Sul (1658). O município ainda preserva o clima tranquilo de outros tempos, apesar de possuir um dos mais importantes e movimentados portos do país. Além do Centro Histórico, outras atrações merecem ser apreciadas, como as praias, cachoeiras, manguezais, dunas, restingas, lagoas e florestas de Mata Atlântica.

Gastronomia de São Francisco do Sul
  • Culinária açoriana
  • Frutos do mar
  • Peixes



13. Pomerode

Pomerode - SC

A herança cultural dos imigrantes vindos da Pomerânia, região histórica que ocupava o norte da Alemanha e a Polônia, é marcante nesse município do Vale Europeu. São mais de 300 casas em estilo enxaimel, que fizeram a Prefeitura reivindicar o título de município, fora da Alemanha, com o maior número de construções desse tipo. Pomerode também tem a maior quantidade de imóveis tombados pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) entre as cidades que integram os Roteiros Nacionais de Imigração. O Núcleo Rural de Texto Alto foi tombado pela Unesco sob a designação Paisagem Cultural – local onde a relação entre a cultura humana e o ambiente natural conferem uma identidade singular. O legado dos colonizadores também está presente na gastronomia, com destaque para o eisbein (joelho de porco), o kassler (bisteca de porco), o marreco recheado e também para os pães, cucas, bolachas e tortas. Tudo isso e muito mais pode ser apreciado em roteiros prontos, como a Rota do Enxaimel e o Roteiro de Arte e Charme.

Gastronomia de Pomerode
  • Culinária alemã
  • Cervejas artesanais
  • Cafés coloniais



14. Itapoá

Itapoá - SC

Praias tranquilas, matas, cachoeiras, sambaquis, passeios de escuna, pesca e esportes aquáticos são as principais atrações desse município litorâneo do Caminho dos Príncipes. Localizado na divisa com o Paraná, Itapoá é bastante procurada na alta temporada, quando sua população flutuante chega a atingir 100 mil pessoas, quase 7 vezes mais que no restante do ano. A cidade recebe na alta temporada, compreendida entre os meses de dezembro a fevereiro, cerca de 200 mil visitantes, movimentando todo o comércio local. A outra base econômica ligada ao turismo é a da natureza e suas belezas, como as formações rochosas conhecidas como, 1ª, 2ª e 3ª pedra (“point” Surf ), além das ilhas de Itapeva e do saí-guaçu, além de quedas d’água distribuídas no interior do Município. Inserido na Mata atlântica contendo grande área conservada e criadas unidades de preservação, dispõem de potencial eco turístico.

Gastronomia de Itapoá
  • Culinária açoriana
  • Peixes
  • Frutos do mar



15. São José

São José - SC

Fundada em 1750 por 182 casais açorianos, São José mantém os traços da cultura colonizadora em seus casarios com vista para o mar e em seu charmoso Centro Histórico. O acervo arquitetônico preservado, no entanto, é apenas uma das atrações que você vai encontrar na cidade. Integrada à região metropolitana da Grande Florianópolis, São José é um importante polo industrial catarinense e possui comércio intenso. Há diversas opções para compras e também para gastronomia e vida noturna. Além disso, a Avenida Beira-Mar de São José é um espaço público que reúne diversas opções de lazer, como ciclovia, pista de caminhada, parques infantis, academia ao ar livre, quadras poliesportivas, cancha de bocha e pista de skate.

Gastronomia de São José
  • Culinária açoriana
  • Cervejas artesanais
  • Peixes
  • Frutos do mar



16. Joinville

Joinville - SC

Colonizada por alemães, suíços e noruegueses, Joinville preserva com carinho as suas origens na arquitetura, na cultura, na gastronomia típica e na vocação para o trabalho e o desenvolvimento. Maior cidade e polo industrial catarinense, também é um dos principais destinos turísticos de Santa Catarina, oferecendo opções que vão de passeios a pontos de interesse histórico, como o Museu Nacional de Imigração, a alguns dos maiores eventos culturais do país, a exemplo do Festival de Dança de Joinville. A dança, aliás, é um ícone joinvilense. A cidade se orgulha de sediar a única filial do Teatro Bolshoi de Moscou. Com excelente infraestrutura hoteleira e de comércio e serviços, Joinville é referência em turismo de eventos, se destacando também em atividades ligadas à natureza e à vida rural, que você pode conferir em passeios à Serra Dona Francisca, à Estrada Bonita e às regiões do Piraí e Vale do Quiriri.

Gastronomia de Joinville
  • Culinária alemã
  • Cervejas
  • Culinária internacional



17. Brusque

Brusque - SC

Brusque é um conhecido destino para compras de artigos de cama, mesa, banho e vestuário. Seu amplo parque têxtil, que tem origem na tecelagem introduzida pelos imigrantes poloneses, é apenas um dos destaques do município. A religião, a arquitetura, a gastronomia e as festividades reúnem as influências dos imigrantes italianos e, principalmente, dos alemães. O prato típico da cidade é o marreco com repolho-roxo, receita de influência germânica que ganhou até uma festa própria: a Fenarreco. As confeitarias e padarias da cidade também são conhecidas por seus doces de origem alemã e pitadas de tempero nacional, como a cuca coberta com farofa e banana. Além disso, Brusque abriga o segundo mais importante santuário católico do estado, o Santuário de Nossa Senhora de Azambuja.

Gastronomia de Brusque
  • Culinária alemã
  • Cervejas
  • Marreco com repolho roxo



18. São Joaquim

São Joaquim - SC

Neve, maçãs e vinho. Com esses três ingredientes, São Joaquim está se tornando um dos roteiros mais prestigiados de Santa Catarina. O município, que tem cerca de 25 mil habitantes, é hoje o principal destino dos turistas ávidos em apreciar a beleza da neve em solo brasileiro. Quase todos os invernos neva em São Joaquim, que é considerada a cidade mais fria do Brasil. Os hotéis-fazenda, pousadas e casas familiares convertidas em hospedagem também costumam ficar lotados na época da colheita da maçã (de março a maio), principal produto agropecuário da região. Mais recentemente, com a chegada de vinícolas de renome, São Joaquim também se tornou rota dos enoturistas. Alguns de seus vinhos e espumantes são premiados nacional e internacionalmente.

Gastronomia de São Joaquim
  • Vinhos e espumantes
  • Maçã
  • Cafés coloniais
  • Chocolate caseiro
  • Queijo serrano



19. Chapecó

Chapecó - SC

Chapecó reúne o ritmo de vida agitado de um centro urbano e a tranquilidade do campo. O turismo de eventos e negócios é a grande atração do município, que possui mais de 40 centros de eventos, salas de conferência e grandes auditórios. O Parque de Exposições Tancredo de Almeida Neves é o principal da região, palco de uma das maiores feiras agropecuárias do país: a EFAPI – Exposição e Feira Agropecuária, Industrial e Comercial de Chapecó. O turismo rural também vem ganhando espaço, aproveitando a natureza preservada, a culinária típica e os traços culturais que atraem cada vez mais visitantes de todas as partes do país. A cidade também é o lar da Associação Chapecoense de Futebol, time da série A do Brasileirão.

Gastronomia de Chapecó
  • Cervejas
  • Culinária alemã
  • Galeterias



20. Indaial

Indaial - SC

A herança cultural deixada pelos imigrantes alemães e italianos destaca-se nessa cidade de ruas largas e limpas, jardins floridos e pontes de madeira. Na zona rural, as casas com arquitetura enxaimel e as capelas de tijolo a vista chamam a atenção. A quinta cidade mais rica do Vale Europeu é também destino do turismo de negócios, com o expressivo desenvolvimento dos setores têxtil, metalúrgico, de equipamentos e de alimentos. Indaial integra também os Roteiros Nacionais de Imigração, com monumentos como a Capela Nossa Senhora do Perpétuo Socorro.

Gastronomia de Indaial
  • Cervejas
  • Culinária alemã
  • Cafés coloniais

Conclusão

Curtiu a nossa lista com as 20 cidades mais bonitas de Santa Catarina e sua gastronomia? A cidade de sua preferência não está na lista, então deixe sua opinião nos comentários. Finalmente, se você gostou do blog? Nos ajude a divulgá-lo em suas redes sociais. A fonte de pesquisa deste post foi o Portal do Turismo de SC.

Siga o Blog Comida Simples nas redes sociais: Facebook e no Instagram.



20 cidades mais bonitas do rio grande do sul

As 20 cidades mais bonitas do Rio Grande do Sul

20 cidades mais bonitas do Rio Grande do Sul para visitar

Elaboramos uma lista para você conhecer um pouco das 20 cidades mais bonitas do RS e quem sabe visitá-las

Quando falamos nas cidades mais bonitas do Rio Grande do Sul logo pensamos nos municípios da serra gaúcha. Mas saiba que há muito mais para você visitar ou até morar no estado dos gaúchos. Opções não faltam, na serra, no sul, no litoral ou na fronteira. É claro que temos um imenso orgulho das nossas cidades serranas, e não podia ser diferente que elas liderassem em quantidade no nosso ranking. Mas há muito mais para se conhecer. Você também vai se apaixonar pela comida simples e saborosa do Rio Grande do Sul. A Gastronomia gaúcha é recheada de delícias para todos os gostos.

Para que você possa entender um pouco mais do que estamos falando, resolvemos elaborar uma lista com as 20 cidades mais bonitas do Rio Grande do Sul, segundo a opinião do Comida Simples, é claro. A ordem do nosso ranking não representa posição de mais bela ou menos bela, isso deixamos para você nosso leitor.



Conheça então a lista das 20 cidades mais bonitas do Rio Grande do Sul

  1. Gramado
  2. Canela
  3. Nova Petrópolis
  4. Bento Gonçalves
  5. Garibaldi
  6. Torres
  7. Rio Grande ( Cassino )
  8. Pelotas
  9. Caxias do Sul
  10. Antônio Prado
  11. São Miguel das Missões
  12. Igrejinha
  13. Feliz
  14. Santa Cruz do Sul
  15. Porto Alegre
  16. Santa Maria
  17. Cambará do Sul
  18. Nova Prata
  19. São Francisco de Paula
  20. Três Coroas

Gramado

gramado rs uma das cidades mais bonitas do rs Gramado, na Serra Gaúcha, é provavelmente o maior destino turístico do Rio Grande do Sul. Pequena, bonita e charmosa, a cidade investe constantemente em atrações, ajardinamento, embelezamento, sinalização e tudo mais que possa incentivar sua principal fonte de renda, o turismo.

Com arquitetura peculiar, Gramado tem ares europeus que misturam um pouco da colonização alemã, um pouco da italiana e até mesmo da suíça. Não apenas nas construções, mas as belas praças e parques, a gastronomia típica e o comércio inspiram-se no visual do velho continente para criar um cenário perfeito!

No inverno, o frio da Serra acrescenta um charme extra às ruas cheias de lojinhas interessantes, os cafés movimentados, a Rua Coberta, a bonita igreja e o comércio famoso pelas roupas de lã e pelo chocolate artesanal. Mas Gramado atrai visitantes o ano inteiro, graças a sua intensa programação e sua variedade de atrações.

Sede do badalado Festival Internacional de Cinema, de Publicidade e de outros tantos eventos, Gramado promove festas fixas em seu calendário, como a Festa da Colônia, a Chocofest e o Natal Luz de Gramado. Este movimento de turistas faz com que Gramado seja uma cidade com bons hotéis, spas, pousadas aconchegantes, restaurantes sofisticados e também típicos, além das tradicionais casas de Café Colonial, que são uma tentação! É uma cidade merecedora de estar entre as cidades mais bonitas do Rio Grande do Sul.

Destaques da Gastronomia local que você não pode deixar de experimentar
  • Chocolates artesanais
  • Comida caseira alemã
  • Salsicha Bock
  • Fondue

Canela

canela rs uma das cidades mais bonitas do rs Canela oferece muitas opções de lazer, belos parques e atrativos turísticos, que usam como cenário as belezas naturais, matas nativas, ar puro, o cantar dos pássaros e belas estruturas construídas para bem receber, proporcionando momentos de paz, diversão e lazer. A gastronomia que contempla várias culturas, com atendimento de excelência e deliciosos sabores cuidadosamente temperados. O tradicional churrasco, o romântico fondue e o doce chocolate caseiro são especialidades que agradam. Hotéis e pousadas cheios de aconchego, muito conforto e atendimento diferenciado.

Eventos culturais e de lazer para todas as idades, durante o ano todo. Comércio variado com malhas, artesanato, couro e grifes. Belezas naturais sempre bem cuidadas e preservadas chamam a atenção de seus visitantes. Parques cheios de mata nativa, quedas d’água de 131 metros, trilhas, morros e vales com vistas inesquecíveis. Tudo isso é um convite para os casais românticos, para as famílias que buscam lazer ao ar livre e também para os adeptos de turismo aventura.

Além disso, empreendimentos que buscam oferecer sempre novidades com muita segurança aos turistas. Canela reúne belezas naturais como: o parque da Ferradura, Parque do Caracol, e a Cascata do Caracol, marca registrada do município. Dentro do parque, trilhas e matas fazem parte do turismo voltado para a natureza. Parque das Corredeiras, Parque do Pinheiro Grosso, com um pinheiro de mais de 700 anos, Parque Floresta Encantada, com um teleférico com 800 metros de percurso, Floresta Nacional do IBAMA de Canela, uma área de reflorestamento de pinheiros.

No centro da cidade, encontramos a Catedral de Pedra, igreja com um carrilhão de 12 sinos de bronze importados da Itália. Cidade pacata e tranquila oferece boa estrutura de comércio e serviço, a principal atividade econômica do município é o turismo natural, ligada por uma avenida com a cidade de Gramado. A cidade oferece aos turistas hotéis, restaurantes, churrascarias e os cafés coloniais, opções esportivas como o trekking, o rafting, o rapel, a tirolesa, a escalada e o pêndulo 837 metros. Município de origem alemã no Rio Grande do Sul, divisa com Gramado, e conta com as águas do Rio dos Sinos e clima subtropical. Na vegetação encontramos a floresta da encosta Atlântica, a mata de araucárias e os campos de gramíneas. É uma cidade merecedora de estar entre as cidades mais bonitas do Rio Grande do Sul.

Destaques da Gastronomia local que você não pode deixar de experimentar
  • Chocolates artesanais
  • Comida caseira alemã
  • Salsicha Bock
  • Fondue

Nova Petrópolis

nova petrópolis rs uma das cidades mais bonitas do rs Em meio ao verde exuberante, Nova Petrópolis se destaca pela sua paisagem maravilhosa, casarios antigos, praças e jardins floridos. Nova Petrópolis é um município brasileiro no nordeste do estado do Rio Grande do Sul, é conhecida internacionalmente como o Jardim da Serra Gaúcha. A preservação da língua alemã, as danças e músicas folclóricas, os trajes típicos, a gastronomia germânica e a arquitetura enxaimel perpetuam a identidade trazida pelos desbravadores desta terra. O potencial naturalmente turístico de Nova Petrópolis aliado à herança histórica e cultural deixada pelos imigrantes alemães motiva os mais diversos eventos.

O Verão no Jardim da Serra Gaúcha em janeiro, fevereiro, março, a Magia da Páscoa, na Semana Santa; o Festimalha, em maio; o Festival de Folclore, em agosto; o Festival da Primavera, (Frühlingsfest) em outubro; e o Natal em Cores, em dezembro, são alguns dos destaques na programação anual do município. O cenário cinzento e bucólico dos meses de outono e inverno contrasta com o colorido que renasce na primavera e permanece iluminando a cidade durante o verão. As formas, cores e perfumes das flores que compõem as paisagens nova-petropolitanas são atrativos ímpares e encantam visitantes de todas as partes do mundo.

Pontos turísticos como o Parque Aldeia do Imigrante, a Praça das Flores, a Torre de Informações Turísticas e o Labirinto Verde retratam a história do município e acolhem turistas com a hospitalidade característica da cidade. Nova Petrópolis detém hoje o título de Jardim da Serra Gaúcha por tratar-se de uma das cidades mais floridas da região, além de possuir exuberantes pontos turísticos naturais, como a Cascata Johann Grings, o Paredão Malakoff, o Labirinto Verde, o Pinheiro Multissecular e a rampa de Vôo Livre Ninho das Águias.

A cultura germânica presente na arquitetura, o sotaque das pessoas e o clima festivo nato nas pessoas de descendência alemã são destaques desta cidade. Atualmente, os visitantes que chegam ao Parque Aldeia do Imigrante, por exemplo, são recepcionados por descendentes tipicamente trajados e por um “alemão” também com vestimentas características e sotaque apurado. Nova Petrópolis conta, ainda, com grupos de danças folclóricas e bandas típicas alemãs que encantam os visitantes. Preservar e manter os costumes dos colonizadores alemães que desbravaram a Encosta da Serra e tornaram a Província de Nova Petrópolis um cartão-postal é uma grande missão, mas a preservação da cultura germânica tornará possível manter viva a Alemanha brasileira do pequeno município de Nova Petrópolis. É uma cidade merecedora de estar entre as cidades mais bonitas do Rio Grande do Sul.

Destaques da Gastronomia local que você não pode deixar de experimentar
  • Chocolates artesanais
  • Comida caseira alemã
  • Salsicha Bock
  • Fondue

Bento Gonçalves

Bento gonçalves rs uma das cidades mais bonitas do rs Bento Gonçalves é um dos mais belos e importantes destinos turísticos da Serra Gaúcha e do Brasil. A vocação industrial e turística, as paisagens ‘bordadas de parreirais’ e a garra de seu povo fazem da cidade um lugar acolhedor e de natureza exuberante. A Capital Brasileira da Uva e do Vinho tem na hospitalidade uma de suas características mais marcantes. As inúmeras feiras e congressos nacionais e internacionais marcam os eventos da cidade.

Bento Gonçalves recebe também muitos visitantes interessados na farta gastronomia herdada dos imigrantes italianos e aqueles visitantes que preferem desfrutar do contato direto com a natureza, visitando o interior dos distritos ou praticando atividades de ecoturismo. Bento Gonçalves, sendo pioneira como destino enoturístico do país, sedia eventos de grande importância na área como a Avaliação Nacional de Vinhos, o maior evento do gênero no ramo da vitivinicultura e também o Concurso Internacional de Vinhos do Brasil, que  em  2014 apresentou a maior edição da história do evento, com  709 amostras de 18 países, e premiando vários vinhos produzidos pela vinícolas de Bento. Tanto a Avaliação Nacional quanto o Concurso Internacional são eventos credenciados pela Organização Internacional da Uva e do Vinho – OIV e pela União Internacional de Enólogos – UIO.

As temperaturas tipicamente européias, que chegam a até três graus negativos no inverno e trinta e seis graus no verão, proporcionam um espetáculo magnífico da natureza.  As quatro estações bem definidas garantem também uma mescla de paisagens, que incluem os vales bordados de parreirais no verão, o colorido bucólico do outono, as frias manhãs de inverno com os vales cobertos de geada e o exuberante colorido da primavera.

A Prefeitura de Bento, através da Secretaria de Turismo promove uma programação temática  para tornar a sua visita ainda mais interessante: O Bento em Vindima, de janeiro a março, movimenta a atividade da colheita da uva; o  Bento Sensação, de junho a agosto, com a diversidade e atrativos do inverno na serra gaúcha e também: O Estação Primavera em Bento, de setembro a novembro, que promove o encontro com a natureza e cultura locais. É uma cidade merecedora de estar entre as cidades mais bonitas do Rio Grande do Sul.

Destaques da Gastronomia local que você não pode deixar de experimentar
  • Uva, em todas as formas que você puder pensar
  • Comida caseira italiana
  • Vinhos

Garibaldi

garibaldi rs uma das cidades mais bonitas do rs Garibaldi é uma cidade com grande diversidade econômica e cultural, devido à sua colonização por diversos povos como os italianos, alemães, franceses e libaneses. O centro histórico de Garibaldi é uma atração à parte, possui casarões de alvenaria construídos no início do século XX como: A antiga Prefeitura, a Biblioteca Pública, a Antiga Casa Paulo Chesini, o Museu, o Arquivo Histórico Municipal e outros prédios. E à noite, os casarões recebem uma iluminação especial, tornando as construções ainda mais bonitas. Não esquecendo também das igrejas da cidade, como a Matriz São Pedro e a Ermida Nossa Senhora de Fátima.

Conhecida como a “Terra do Espumante”, 80% da produção nacional é fabricada na região de Garibaldi e Bento Gonçalves. Algumas vinícolas como M. Chandon, George Albert, Peter Longo entre outras, participam da chamada Rota do Espumante, permitindo aos turistas a visitação e a degustação de seus produtos. Por ser a terra do espumante, anualmente acontece em Garibaldi a Fenachamp, que é a Feira Nacional do Champanha.

Com shows, comidas típicas e claro, muito champanhe. A Fenachamp cresce a cada ano, atraindo uma grande quantidade de turistas. Mas Garibaldi não é só um grande produtor de espumantes, também é o maior produtor de frango do Rio Grande do Sul e o segundo maior do Brasil. Garibaldi tem ruas calmas e um centro charmoso, com alguns casarões históricos que resistiram ao tempo. Mas, na cidade famosa por produzir bons espumantes, são as vinícolas abertas à visitação as maiores responsáveis por atrair os visitantes, assim como na vizinha Bento Gonçalves. É uma cidade merecedora de estar entre as cidades mais bonitas do Rio Grande do Sul.

Destaques da Gastronomia local que você não pode deixar de experimentar
  • Uva, em todas as formas que você puder pensar
  • Comida caseira italiana
  • Vinhos



Torres

torres rs uma das cidades mais bonitas do rs Torres tornou-se a Capital Brasileira do Balonismo, evento que acontece todo ano, e agrada aos praticantes pelo seu clima e topografia ideais para o voo e por oferecer uma das melhores infraestruturas do Brasil para pilotos e equipes. Recebem anualmente milhares de turistas de todo o Brasil e países vizinhos. Além de ser um dos destinos de veraneio mais sofisticados do Estado, é sede de festivais de balonismo.

O município tem fama internacional como balneário do Rio Grande do Sul. Torres é a única do litoral gaúcho que possui morros na orla. O seu clima agradável e a vastidão das suas praias de areias brancas também fazem parte das atrações locais. A cidade possui uma grande variedade de belezas naturais. É possível encontrar mar, ilhas, praias, dunas, rochedos, mata atlântica, rio, lagoas, cachoeira, fauna e flora variadas.

O cartão postal de Torres, a praia da Guarita, é um resumo perfeito dos encantos da região, combinando enseada e penhascos. Apesar de protegida pelas torres do Meio e do Sul, o mar é agitado e somente os surfistas o enfrentam. Nas areias, porém, o clima é de tranquilidade, com pouquíssimas barracas. O passeio completo inclui uma visita ao Parque da Guarita, com subida obrigatória ao topo da Torre Sul. Outro cenário de paz absoluta é a praia de Itapeva, sem quiosques ou ambulantes. O mar é calminho e as areias são perfeitas para praticar esportes como caminhados, corrida e frescobol. Na Prainha, a tranquilidade também impera.

O que muda é a paisagem, formada por uma larga faixa de grama onde as famílias esticam cangas e toalhas. A praia da Cal é contornada por casas de veraneio e calçadão. Já quem procura animação, segue para a Praia Grande. Os bares, restaurantes e pousadas nos arredores garantem o movimento constante. Próxima do centro reúne famílias e grupos de jovens e adolescentes. Na hora de apreciar a boa mesa, todos os caminhos levam à margem do Rio Mampituba. Lá estão os melhores restaurantes de pescados da região, além de muitas churrascarias. À noite, a diversão fica por conta dos shows musicais. Principais atrativos: monumento ao surfista, morro do meio, paraglider, paraíso das miniaturas, passeios a cavalo, passeios de carruagem, rafting e rappel. É uma cidade merecedora de estar entre as cidades mais bonitas do Rio Grande do Sul.

Destaques da Gastronomia local que você não pode deixar de experimentar
  • Frutos do mar
  • Peixe

Rio Grande ( Cassino )

Rio Grande Cassino rs uma das cidades mais bonitas do rs No extremo sul do Estado do Rio Grande do Sul, a cidade mais antiga Rio Grande entre a Lagoa Mirim, a Lagoa dos Patos (a maior laguna do Brasil) e o Oceano Atlântico. É a mais rica da região sul do estado, principalmente devido ao seu porto (o segundo em movimentação de cargas do Brasil), e à sua refinaria (a cidade é a sede da Refinaria de Petróleo Riograndense, antiga Refinaria Ipiranga). A cidade de Rio Grande  é considerada um patrimônio histórico, e o principais pontos a serem visitados são na região central, que conta com vários prédios antigos, podem ser destacados: Biblioteca Rio-Grandense, com quase 500 mil obras, tornando-se uma das maiores no Brasil.

A Catedral de São Pedro, um dos maiores tesouros estão na capela anexa, a de São Francisco de Assis, onde funciona o museu de Arte Sacra, e esta em exposição, roupas de padres, coroas, cálices, ostensórios e outras peças dos séculos 18 e 19. A capelinha foi construída por negros e escravos, que não podiam frequentar a igreja. Igreja de Nossa Senhora do Carmo, construção em estilo neogótico. Museu Oceanográfico Prof. Eliezer de Carvalho Rios, da FURG, maior museu oceanográfico da América Latina. Museu Antártico, é uma reprodução das primeiras instalações da Estação Antártica Comandante Ferraz, anexo ao Museu Oceanográfico. Canalete, localizado na Rua M. Carlos Pinto, é o centro de reunião de várias pessoas. Prédio da Alfândega, um dos prédios mais bonitos do Rio Grande do Sul. Sobrado dos Azulejos, localizado na Rua Riachuelo, que comporta outros prédios históricos e importantes. Mercado Municipal, um dos mais antigos do Estado. Escola Lemos Jr escola centenária de ensino médio.

Afastado da zona central, há outros locais de visitação, tais como: Praia do Cassino, uma das maiores praias em extensão do estado, o Molhes da Barra do Rio Grande, situados na Praia do Cassino, é a terceira maior obra de engenharia naval do planeta (menor apenas que os canais de Suez e do Panamá) Estação Ecológica do Taim, considerada um dos lugares mais bonitos do estado, apresenta grande diversidade de animais e paisagens. É uma cidade merecedora de estar entre as cidades mais bonitas do Rio Grande do Sul.

Destaques da Gastronomia local que você não pode deixar de experimentar
  • Peixes
  • Frutos do Mar
  • Moedinhas de Queijo

Pelotas

Pelotas rs uma das cidades mais bonitas do rs Pelotas está localizado às margens do Canal São Gonçalo que liga as Lagoas dos Patos e Mirim, as maiores do Braquilômetros de Porto Alegre. Pelotas conta com 23 museus, monumentos, paisagens e belas vistas, que levaram a televisão brasileira a escolher o município já por três vezes como cenário para suas produções: Incidente em Antares, cuja locação foi feita na zona do porto; A Casa das Sete Mulheres, gravada numa charqueada na zona rural, e do filme O Tempo e o Vento. A tradicional Fenadoce – Feira Nacional do Doce, festa de eventos ancorada pelos famosos doces de origem portuguesa e que fazem a fama de Pelotas.

O município de Pelotas pode ser dividido em duas grandes paisagens geomorfológicas. Pelotas está a 55 km de distância do Oceano Atlântico, e possui uma praia chamada Laranjal. Nas proximidades desta praia, são encontrados banhados e algumas dunas de areia esparsas. A maior queda de água do município chama-se Cachoeira do Arco-Íris, com 12 metros de altura, e está localizada no distrito de Quilombo.

Também há a Praia do Laranjal-Balneário Valverde um bairro localizado à beira da Lagoa dos Patos. Além dos balneários Santo Antônio e Valverde, o bairro conta também com o Balneário dos Prazeres (conhecido popularmente como Barro Duro) e a Colônia Z3, uma colônia de pescadores que explora principalmente a pesca artesanal do camarão. A “colônia” de Pelotas vem se desenvolvendo amplamente na área do turismo, com diversas pousadas, cachoeiras e demais atrações turísticas encontradas na região. É uma cidade merecedora de estar entre as cidades mais bonitas do Rio Grande do Sul.

Destaques da Gastronomia local que você não pode deixar de experimentar
  • Peixe
  • Doces de Pelotas
  • Pastel de Santa Clara

Caxias do Sul

caxias do sul rs uma das cidades mais bonitas do rs A ocupação por imigrantes italianos, em sua maioria camponeses da região do Vêneto ( Itália ), deu-se a partir de 1875, localizando-se em Nova Milano. Estes por sua vez, buscavam um lugar melhor para viver, no entanto encontraram lombrados, trentinos e outros. Muitos imigrantes eram camponeses, porém alguns eram pequenos comerciantes que começaram a montar as primeiras fábricas na cidade.

O desenvolvimento e o crescimento local ocorreram, mas até hoje a cidade apresenta traços dessa colonização, como o processo de produção de vinho e alguns passeios no “Caminhos da Colônia”, que oferece aos seus visitantes a chance de conhecer um pouco da origem da cidade. Outros lugares também são de grande importância para Caxias do Sul, como o Museu Municipal, o Museu da Casa da Pedra e o Parque Centenário que realiza a famosa e nacionalmente conhecida Festa da Uva, que atrai muitos turistas. A cidade é muito hospitaleira, e seus visitantes além de aproveitar de momentos de muito lazer conhecem também o prato típico regional, o Galeto Al Primo Canto que é uma mistura da culinária brasileira com a italiana. Caxias do Sul é uma cidade privilegiada, pois consegue unir tranquilidade e progresso.

A Festa da Uva é a principal festividade de Caxias do Sul, dedicada a celebrar a colonização italiana e reavivar as tradições históricas da comunidade. Realiza-se a cada dois anos desde 1931, e anima toda a cidade em uma variedade de eventos que se desenrolam nos quinze dias de sua duração. No Parque de Exposições são montados centenas de estandes que apresentam os produtos agrícolas típicos da região, naturalmente com destaque para a uva, além de outras seções darem uma amostragem da atividade local nos setores da culinária, da indústria e do comércio.

Acontecem também shows de música, teatro, danças, distribuição gratuita de uva, exposições temáticas, artísticas e históricas, jogos desportivos típicos da vida colonial como arremesso de queijo, amassamento de uva com os pés e corrida de tratores, as cantinas e vinícolas se abrem para os turistas, mas o evento mais marcante é o desfile de carros alegóricos, que ilustram vários aspectos do tema proposto para cada edição. No desfile aparecem a rainha e as princesas da Festa, consideradas verdadeiras embaixatrizes da cidade, divulgando-a em outros lugares. Embora os imigrantes italianos sejam os protagonistas da Festa, outras etnias que participaram da construção da cidade também são representadas e homenageadas. É uma cidade merecedora de estar entre as cidades mais bonitas do Rio Grande do Sul.

Destaques da Gastronomia local que você não pode deixar de experimentar
  • Uva, e mais Uva
  • Vinhos
  • Comida caseira italiana

Antônio Prado

antônio prado rs uma das cidades mais bonitas do rs A cidade possui o maior e o mais completo conjunto arquitetônico da colonização italiana no Brasil, com 48 imóveis do centro urbano tombados pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional. Outros imóveis na zona rural de Antônio Prado igualmente sobreviveram ao tempo e se revestem de grande valor histórico e arquitetônico, como marcos da colonização italiana no sul do Brasil.

A cidade recebeu a equipe de filmagens de “O Quatrilho”, o segundo filme brasileiro a ser indicado ao Oscar. Algumas ruas da área central tiveram os paralelepípedos cobertos de terra e os postes de iluminação foram retirados para que fossem recriadas as ruas da cidade. Antônio Prado tem mais de 100 anos de história, que estão preservados no Museu, que também faz parte da história, pois inclui-se no acervo arquitetônico tombado com Patrimônio Histórico Nacional.

No seu interior mais de 500 objetos que contam a história de um cotidiano de muito trabalho e singelas alegrias. Um dos lugares para se conhecer é as Cascatas da Usina, que possuem belas quedas d’águas, onde o visitante pode apreciar as incríveis belezas naturais. Recomendamos a visita ao Centro Cultural Padre Schio (Museu Municipal e Arquivo Histórico). Neste espaço, encontra-se boa parte da história de Antônio Prado, peças, objetos de grande significado histórico/cultural que retratam a identidade local. É uma cidade merecedora de estar entre as cidades mais bonitas do Rio Grande do Sul.

Destaques da Gastronomia local que você não pode deixar de experimentar
  • Uva
  • Vinhos
  • Cucas
  • Comida caseira italiana



São Miguel das Missões

são miguel das missões rs uma das cidades mais bonitas do rs São Miguel das Missões sobressai como o mais importante remanescente da civilização jesuítico guarani dos Sete Povos das Missões, localizados na Região Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul, constituindo um dos conjuntos de arqueologia histórico mais importante situados em terras brasileiras.

O Patrimônio Histórico e Cultural da Humanidade é hoje um monumento que atrai turistas de vários pontos do Brasil e do Mundo, que já encontram na cidade e região circunvizinha infraestrutura turística de acolhimento.

A vila de São Miguel surgiu em 1926, quando foi efetuado um loteamento urbano em torno dos remanescentes do antigo povo jesuítico-guarani. A vila de São Miguel emancipou-se de Santo Ângelo, tornando-se um município responsável, portanto, pela estruturação de condições administrativas e fiscais para seu desenvolvimento urbano e rural. Ponto turístico, atrativo histórico e cultural. A principal redução jesuítica, cuja igreja, possuía três naves com cinco altares dourados, com uma torre contendo cinco sinos. Pela sua importância histórica, foi tombada pela UNESCO, por ser considerada Patrimônio da Humanidade.

Dentro do Sítio Arqueológico São Miguel Arcanjo, o Museu das Missões. Ponto Turístico, Atrativo Cultural, são quase 100 peças de diversos estilos, reunidas num prédio que imita uma das habitações dos missioneiros, com seus avarandados e telhas de barro. Foi projetado por Lúcio Costa. O Museu é hoje um marco que contém a mais rica coleção pública de imagens de rara beleza, recolhida por João Hugo Machado. É uma cidade merecedora de estar entre as cidades mais bonitas do Rio Grande do Sul.

Destaques da Gastronomia local que você não pode deixar de experimentar
  • Churrasco de chão
  • Cuscuz missioneiro
  • Charque

Igrejinha

igrejinha rs uma das cidades mais bonitas do rs O ponto alto da valorização da cultura alemã, em Igrejinha é a Oktoberfest. A grande festa de outubro, que reúne o melhor da tradição, da culinária típica e da alegria deste povo. Atrai para a região milhares de turistas de todo o país. Realizada anualmente, nesta festa reúnem-se cerca de 200 mil pessoas e são consumidos mais de 200 mil litros de chope por edição. O parque de Eventos Almiro Grings, onde é sediada a festa, acolhe diversas programações da cidade durante todo o ano, e fica aberto ao público para visitação.

Localizado no Vale do Paranhana, o Roteiro “Caminhos do Rural Saudável” é um passeio que oferece aos visitantes, oportunidade de percorrer seis propriedades, que destacam a exuberância dos ambientes, onde se busca resgatar as culturas locais, valorizando e observando o convívio harmônico do ser humano com a natureza. Os habitantes da então Santa Maria do Mundo Novo se uniram para construir uma Igreja, sendo a única na região.

Os tropeiros, que vinham da serra para intercâmbio comercial, tinham como ponto de referência esta pequena igreja evangélica, a “Igrejinha”, para atender os colonos protestantes da região, servindo como local de descanso e onde havia alimento farto para as tropas, no caminho para a capital.

O nome “Igrejinha” deriva exatamente desta circunstância histórica e consagrou-se como indicação exata daquele núcleo urbano. Localizada na encosta da serra, a natureza privilegia a cidade com suas atrações naturais e culturais. Cercada de verde, conserva-se ambientes intactos, com núcleos de mata atlântica e tem seu vale banhado pelas águas do Rio Paranhana. É uma cidade merecedora de estar entre as cidades mais bonitas do Rio Grande do Sul.

Destaques da Gastronomia local que você não pode deixar de experimentar
  • Salsicha Bock
  • Comida caseira alemã
  • Chopp

Feliz

feliz rs uma das cidades mais bonitas do rs Feliz é um município que, desde o princípio de sua colonização, caracteriza-se pela valorização do trabalho, saúde e educação de sua gente. Esses aspectos contribuíram para que, em 1998, Feliz figurasse como a primeira colocada no ranking dos municípios brasileiros com maior Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), de acordo com relatório divulgado pela Organização das Nações Unidas (ONU). Naquele ano, Feliz ficou conhecida como a “Cidade de Melhor Qualidade de Vida do Brasil”. Foi a primeira vez que o Brasil integrou o grupo dos países com alto Índice de Desenvolvimento Humano, ocupando o 62º lugar no ranking mundial.

Ainda hoje, Feliz mantém a qualidade de vida de sua gente e registra altos índices de educação, saúde e desenvolvimento.Em 2006, Feliz recebeu o título de “Município Alfabetizado”, por ter um índice menor de 2% de analfabetismo entre a população. E, pelo Censo 2010 do IBGE, a cidade foi apontada como o “Município Mais Alfabetizado do Brasil”.

Em 2012, Feliz destacou-se como o município de maior índice de desenvolvimento do Rio Grande do Sul, de acordo com o Indicador Social de Desenvolvimento dos Municípios (ISDM), lançado pelo Centro de Microeconomia Aplicada da Escola de Economia da Fundação Getulio Vargas (FGV-SP), em 2012. No Brasil, a cidade ocupa a 5ª posição. É uma cidade merecedora de estar entre as cidades mais bonitas do Rio Grande do Sul.

Destaques da Gastronomia local que você não pode deixar de experimentar
  • Comida caseira alemã
  • Amoras e morangos
  • Chopp

Santa Cruz do Sul

santa cruz do sul rs uma das cidades mais bonitas do rs A cidade de Santa Cruz do Sul no Vale do Rio Pardo é um dos principais núcleos da colonização alemã do Rio Grande do Sul.  Na região central do estado, Santa Cruz do Sul esta a 160 km da capital Porto Alegre, A cidade é conhecida por ser sede da maior Oktoberfest do Rio Grande do Sul, uma festa popular germânica, que ocorre anualmente no mês de outubro, é a segunda maior do Brasil, apenas atrás da de Blumenau. A Oktoberfest é chamada de “a festa da alegria”. Recebe também um dos maiores festivais de arte amadora, o Encontro de Arte e Tradição, e pelos grandes eventos do Autódromo Internacional de Santa Cruz do Sul, um do mais novo e badalado circuito em uso no Brasil.

Algumas curvas são feitas em mergulho cego, o que exige grande perícia dos pilotos. A principal característica do circuito é a seletividade. As chicanes, a Ferradura e as curvas de alta em “S” são consideradas pelos pilotos as mais desafiadoras e prazerosas do Brasil. Casa das Artes Regina Simonis, na esquina das atuais ruas Marechal Floriano e Júlio de Castilhos, iniciou-se a construção do prédio que seria a sede do Banco Pelotense, e hoje está sendo ocupada pela Associação Pró-Cultura de Santa Cruz do Sul.

Na zona central da cidade, em frente à praça Getúlio Vargas, a catedral São João Batista é um dos maiores templos da América do Sul em estilo neogótico tardio. Suas dimensões são: 80 metros de comprimento, 38 metros de largura, 26 metros de altura na nave central e suas torres alcançam 82 metros. Centro de Cultura Jornalista Francisco José Frantz, está localizado na rua Ernesto Alves, 817, na antiga Estação Férrea. Este local está disponível para a comunidade e escolas que queiram divulgar seu trabalho através de exposições. No mesmo local são feitas algumas oficinas oferecidas pelo Departamento de Cultura da Prefeitura. O prédio abrigava antigamente a Estação Férrea de Santa Cruz.

O Lago Dourado, esta localizado na RS 409 (saída para Vera Cruz, próximo ao trevo do bairro Bom Jesus).Monumento do Imigrante – entroncamento das ruas Marechal Floriano e Galvão Costa. Parque da Gruta – Rua Capitão Pedro Werlang, s/nº. Parque da Oktoberfest – Galvão Costa, 755 – Centro, e o Túnel Verde na Rua Marechal Floriano – Centro. Não deixe de conferir as heranças dos imigrantes no distrito de Rio Pardinho. O tradicional casario abriga restaurantes especializados, lojinhas, nos produtos coloniais e residências que vendem doces para comer ajoelhado. É uma cidade merecedora de estar entre as cidades mais bonitas do Rio Grande do Sul.

Destaques da Gastronomia local que você não pode deixar de experimentar
  • Chopp
  • Comida caseira alemã

Porto Alegre

Porto Alegre rs uma das cidades mais bonitas do rs

Porto Alegre capital do Rio Grande do Sul, é o centro geográfico do Mercosul, além do Lago Guaíba que recorta a capital, é uma cidade multicultural por natureza, um raro espaço onde a diferença é sempre bem-vinda. Num contexto inovador, partindo da premissa de que é preciso compreender a alma do gaúcho, em especial da cidade de Porto Alegre.

Surge o Turismo Criativo, abrindo caminho para que o turista se transforme de espectador em protagonista de sua própria vivência, a partir da oferta de experiências de aprendizagem com profissionais de diversas áreas e artistas do local, com conteúdos próprios e únicos. É o primeiro programa estruturado do Brasil e da América do Sul. Principais segmentos fomentados Turismo de Eventos: A capital gaúcha se mantém entre as 10 cidades brasileiras que mais recebem eventos internacionais. Turismo Rural : Porto Alegre possui a 2ª maior área rural produtiva entre as capitais brasileiras.

A partir desta característica, a Secretaria de Turismo implantou um programa de turismo rural na Zona Sul da cidade. Hoje, muitas propriedades e atrativos integram os Caminhos Rurais. Turismo Náutico: Marco geográfico da capital gaúcha, o Lago Guaíba com sua orla é o pano de fundo do turismo náutico. Porto Alegre recebe cerca de 1,5 milhão de hóspedes por ano na sua rede hoteleira, a maior parte atraída pelo perfil mais acentuado da capital gaúcha: um destino de importantes congressos, seminários, feiras, encontros corporativos e também de cultura pelo seu patrimônio histórico, museus, teatros, livrarias, grandes shows e espetáculos.

É um pólo de serviços, com uma rede hoteleira muito forte, e uma gastronomia consagrada, com muitos restaurantes, bares, cafés e pubs, vários equipamentos culturais e de entretenimento, comércio intenso e muitos outros serviços. É uma cidade merecedora de estar entre as cidades mais bonitas do Rio Grande do Sul.

Destaques da Gastronomia local que você não pode deixar de experimentar
  • Churrasco
  • Fast Food local
  • Comida caseira tradicional
  • Comida caseira italiana
  • Comida caseira alemã
  • Peixes e frutos do mar



Santa Maria

santa maria rs uma das cidades mais bonitas do rs Santa Maria é considerada cidade universitária, graças à Universidade Federal de Santa Maria, criada por José Mariano da Rocha Filho. Os primeiros habitantes conhecidos da região atualmente ocupada pelo município de Santa Maria foram os índios minuanos e tapes . A cidade foi criada a partir de acampamentos de uma comissão demarcadora de limites entre terras de domínio espanhol e português que passavam pela região. A comissão montou acampamento onde atualmente está situada a Praça Saldanha Marinho.

A cidade conserva prédios históricos de valor, como a Catedral de Nossa Senhora da Conceição, o Theatro Treze de Maio, a Catedral do Mediador da Igreja Episcopal Anglicana do Brasil, o Clube Caixeiral de Santa Maria, o Banco Nacional do Comercio, a Sociedade União dos Caixeiros Viajantes e a Vila Belga. Santa Maria sedia uma das maiores universidades pública do Brasil, a Universidade Federal de Santa Maria.

Por abrigar uma grande quantidade de instituições de ensino, a cidade é conhecida como “Cidade-Cultura”. Santa Maria também é denominado o município “Coração do Rio Grande” devido a sua localização geográfica. O centro geográfico do Rio Grande do Sul, fica na Unidade Residencial Arenal, no bairro Passo do Verde. É uma cidade merecedora de estar entre as cidades mais bonitas do Rio Grande do Sul.

Destaques da Gastronomia local que você não pode deixar de experimentar
  • Churrasco
  • Comida caseira alemã
  • Feijão mexido

Cambará do Sul

cambará do sul rs uma das cidades mais bonitas do rs Sua localização é muito estratégica porque está próximo ao litoral gaúcho e às regiões das Hortênsias da Uva e Vinho. Cambará do Sul é conhecida também como a “Terra dos Cânions”. As três das mais belas atrações turísticas da região são: Passo da Ilha, Passo do “S” e Cachoeira dos Venâncios e o cartão-postal da região é o cânion de Itaimbezinho, em Aparados da Serra. Um passeio que percorre rios, lajeados e cachoeiras, são caminhos por estradas vicinais em grande parte passando por dentro de fazendas, cruzando porteiras e atravessando rios.

Os passeios de bike são atividades realizadas nos Campos de Cima da Serra, passando por cachoeiras, campos nativos, Cânions, matas nativas, florestas de araucárias, matas ciliares, próximos de banhados, turfeiras e nascentes e passando por cursos de água. O passeio de bote, possui um percurso de 4,5km de deslocamento no Rio Camisa com destino final no Lajeado das Margaridas. É um passeio contemplativo no rio manso, sem corredeiras, onde a mata ciliar e os banhos em suas águas límpidas é um espetáculo à parte com divertidas brincadeiras e atividades.

Quando se trata de gastronomia, a cidade tem muitas opções: o pinhão assado na chapa do fogão a lenha, o carreteiro de charque, o café passado na hora, a paçoca de pinhão, a batata-doce caramelizada, o queijo serrano e o feijão tropeiro são alguns dos pratos ainda presentes na mesa dos moradores e também dos restaurantes da cidade. Visitar Cambará do Sul é também uma oportunidade de fazer um roteiro gastronômico experimentando variações da culinária típica serrana. É uma cidade merecedora de estar entre as cidades mais bonitas do Rio Grande do Sul.

Destaques da Gastronomia local que você não pode deixar de experimentar
  • Churrasco
  • Comida caseira alemã
  • Comida caseira italiana
  • Vinhos

Nova Prata

nova prata rs uma das cidades mais bonitas do rs Nova Prata tem suas características mais autênticas: as propriedades coloniais, o linguajar e os costumes herdados da imigração italiana, principalmente, polonesa, alemã, portuguesa e outras em maior número. A Igreja Matriz São João Batista, a Igreja é do estilo eclético – entre gótico e romano, escolhido por uma comissão de paroquianos e, seu altar é todo feito em mármore. O prédio mantém os afrescos internos, pintados na época de sua construção, o Museu Municipal, abrigando inicialmente o Colégio Irmãs do Sagrado Coração de Jesus, e passou a sediar a Subdelegacia e os porões do prédio foram equipados com grades de ferro e transformados em cadeia.

O Museu foi constituído com o fim de colecionar elementos para a preservação da história do Município, principalmente no que diz respeito ao homem colonizador e pioneiro. O Viveiro Florestal e a Gruta Nossa Senhora de Lourdes, neste pequeno reduto podemos conhecer um arboredo composto pelas mais variadas espécies. Dentre as principais finalidades, podemos destacar a produção e distribuição de mudas de espécies florestais nativas, ornamentais e exóticas para florestamento e reflorestamento. Tornou-se referência nacional desde a sua criação na produção de mudas de espécies florestais nativas.

Na área funciona uma Bolsa de Sementes que armazena e distribui sementes de aproximadamente 150 espécies de árvores nativas. Junto ao Viveiro Florestal, encontra-se a Gruta Nossa Senhora de Lourdes, local de oração e devoção de famílias locais. Para Nova Prata, Nossa Senhora de Lourdes possui muito significado e, a devoção à Santa é resultado de muitas graças alcançadas. A imagem de São Peregrino foi doada por motivo de uma graça alcançada. Por dois anos permaneceu na Casa Paroquial.

Nova Prata possui o título de Capital Nacional do Basalto, fazendo jus a este prenome, encontram-se nos acessos e no centro da cidade, painéis artísticos, lapidados em basalto, que retratam histórias e costumes de antepassados. É uma cidade merecedora de estar entre as cidades mais bonitas do Rio Grande do Sul.

Destaques da Gastronomia local que você não pode deixar de experimentar
  • Churrasco
  • Comida caseira alemã
  • Comida caseira italiana
  • Vinhos

São Francisco de Paula

são francisco de paula rs uma das cidades mais bonitas do rs São Francisco de Paula leva o nome do seu padroeiro, é marcada pela preservação da cultura campeira e do folclore gaúcho. São Francisco de Paula “São Chico”, no Roteiro Turístico da Serra Gaúcha, a meio caminho entre Gramado e os parques de Aparados da Serra e da Serra Geral, e com muitas reservas naturais. Na av. Júlio de Castilhos espalham-se lojas de botas artesanais e ponchos de lã de ovelha, e outros muitos produtos de inverno, e as miniaturas de araucárias feitas com pedaços de ipê-amarelo.

No Parque da Cachoeira tem trilhas que levam a poços e mirantes, caminhadas que levam a quedas, rapel e tirolesa, e o destaque é a cascata da Ronda, com cem metros de queda. As maiores atrações ficam por conta dos guias trajando vestimentas gaúchas, para as cavalgadas e os passeios duram cerca de três horas e circulam por matas nativas e campos com rebanhos de ovelhas e búfalos.

Um lanche típico, à base de linguiça no espeto e pinhão na chapa, é servido na beira do rio Santa Cruz, onde podem pescar. A outra grande atração é seguir para Aparados da Serra, em Cambará do Sul, cerca de 70 quilômetros emoldurados por cachoeiras, coxilhas e campinas ondulada. No caminho, experimente o churrasco na vala, um clássico das fazendas da região. É uma cidade merecedora de estar entre as cidades mais bonitas do Rio Grande do Sul.

Destaques da Gastronomia local que você não pode deixar de experimentar
  • Churrasco
  • Comida caseira alemã
  • Comida caseira italiana
  • Vinhos

Três Coroas

três coroas rs uma das cidades mais bonitas do rs Três Coroas é um município brasileiro do estado do Rio Grande do Sul. Localiza-se no na Mesorregião Metropolitana de Porto Alegre e na Microrregião de Gramado-Canela, mais precisamente no Vale do Paranhana, a uma latitude 29º31’01” sul e a uma longitude 50º46’40” oeste, estando a uma altitude média de 56 metros. Sua população estimada em 2015 era de 26.092 habitantes. Possui uma área de 185,535 km². É um município que conta com as águas do Rio Paranhana. Seu principal acesso é pela estrada RS-115, embora também seja atendida pela RS-020. A economia da cidade é voltada para a produção de calçados femininos.

A história de Três Coroas inicia junto com a colonização da Colônia de Santa Maria do Mundo Novo, atual Vale do Paranhana, em 1846. Diversos imigrantes de origem alemã, vindos de São Leopoldo, fixaram residência no vale.

Antes de Três Coroas o lugar já teve várias denominações: Colônia de Santa Maria do Mundo Novo, Santa Maria de Cima, distrito Mundo Novo, e por último Três Coroas, devido a um pinheiro Araucária com três copas (coroas) que existia no vale do Arroio Kampf.

O turismo na cidade tem sido alavancado pelas atrações naturais como o Rio Paranhana, Camping das Laranjeiras, montanhas, pelos esportes de aventura como rafting, ciclismo de montanha e rapel, e pelo único templo budista tibetano da América do Sul, o templo de Chagdud Gonpa Khadro Ling, situado sobre as montanhas e aberto à visitação pública.

Localizada em uma região montanhosa o município possui diversas atrações naturais. Os principais atrativos são o Rio Paranhana os parques naturais como o Parque das Laranjeiras e o Brasil Raft Park – ambos localizados na localidade de Linha Café.

Os principais eventos da cidade são o Três Coroas em Festa, um festival de comemoração do aniversário do município, realizada anualmente no mês de maio; O Três Coroas em Ação, Festival de Teatro Amador e Estudantil que acontece no mês de Novembro; o Festival de Canoagem, uma competição de canoagem, seja ela nacional, panamericana ou mundial, realizada no mês de novembro no Parque das Laranjeiras. Outros eventos importantes são a Copa Internacional de Futebol Cidade Verde e a Comemoração do Ano Novo Budista.

Na área de turismo cultural, além do templo budista, destaca-se o patrimônio histórico do bairro Sander e do interior do município. As casas enxaimel remetem aos anos iniciais da imigração alemã na região, enquanto as ecléticas revelam uma interpretação local da cultura construtiva. As áreas são reconhecidas como de interesse cultural pelo Plano Diretor, apesar de seu tombamento ainda não ter sido efetivado e encontrar resistência na população local. É uma cidade merecedora de estar entre as cidades mais bonitas do Rio Grande do Sul.

Destaques da Gastronomia local que você não pode deixar de experimentar
  • Salsicha Bock
  • Comida caseira alemã
  • Chopp
  • Vinhos

Conclusão

Curtiu a nossa lista com as 20 cidades mais bonitas do Rio Grande do Sul e sua gastronomia? A cidade de sua preferência não está na lista, então deixe sua opinião nos comentários. Finalmente, se você gostou do blog? Nos ajude a divulgá-lo em suas redes sociais.

Siga o Blog Comida Simples nas redes sociais: Facebook e no Instagram.