como economizar substituindo alimentos caros por alternativas mais baratas

Como economizar substituindo alimentos caros por alternativas mais baratas

Em tempos de alta dos preços, é fundamental ter criatividade na hora da escolha dos alimentos para economizar nas compras

As compras de supermercado estão cada dia mais difíceis devido a alta dos preços, mas é totalmente possível economizar substituindo os alimentos mais caros por alternativas criativas, baratas e muitas vezes mais saudáveis. Perfeito não é mesmo?

Que 2020 tem sido um ano diferente, negativamente falando, todos nós sabemos, porém no segundo semestre algo que todos temíamos está acontecendo: a alta dos preços dos alimentos chegou ao consumidor. E os mais pobres com certeza são os que mais sofrem com esses aumentos.

Embalada pela alta das carnes, do arroz e do feijão, a cesta básica tem dado muitas dores de cabeça em consumidores de todo o Brasil pois muitos alimentos básicos, consumidos no dia a dia dos brasileiros estão mais caros. Mas há formas de driblar essa realidade com um pouco de criatividade e pesquisa. Confira algumas dicas nesse artigo.

Dicas básicas para não se perder no orçamento

Antes de ensinar algumas substituições de produtos, há algumas “artimanhas” para o bem do seu bolso. Confira algumas delas:

  • Faça sua lista de compras antes de ir ao mercado: Isso irá limitar e lembrar você, que já pegou tudo que precisava “realmente”.
  • Procure ir ao supermercado sozinho: Lembre-se que levando mais pessoas ao supermercado, você leva mais influências sobre o que vai comprar, e isso certamente o fará gastar mais.
  • Aproveite os dias de promoções: Geralmente os supermercados possuem dias de promoções, então aproveite para comprar nesses dias.
  • Coma mais em casa e menos na rua: Evite comprar comida pronta, ir a restaurantes ou cafés, a menos que não tenha outra opção. Lembre-se, se os alimentos subiram nos mercados, também subiram para esses estabelecimentos, logo os lanches e refeições estão mais caros também.
  • Abuse das embalagens econômicas: Como estamos mais tempo em casa, o consumo de alimentos é maior, então pode ser o momento de comprar seus alimentos mais consumidos em embalagens econômicas que oferecem preços mais atrativos.
faça listas de compras antes de sair de casa

Agora que já conheceu algumas dicas interessantes de economia nas compras de alimentos, que tal conferir algumas formas de economizar substituindo alimentos mais caros por alternativas mais baratas? Confira 10 trocas que podem representar uma ótima economia no final do mês em suas compras de alimentos.

10 formas de economizar substituindo alimentos caros por alternativas mais baratas

1. Arroz

O arroz é o grande vilão do momento quando se trata de alimentos com preços mais altos. Pois a forma mais fácil de substituir esse alimento tão amado e consumido em todo o mundo é com arroz mesmo. Isso mesmo, você leu arroz. Mas eu falo do arroz integral. Essa variação de arroz, além de ser mais nutritiva, é mais saudável e seu preço acaba oferecendo um melhor custo x benefício em relação ao produto polido. O valor do quiilo de arroz integral é quase o mesmo do arroz comum, porém quando inserimos esse tipo de arroz em nossa dieta, consumimos bem menos quantidades devido ao seu alto valor nutricional. Ai está o segredo para economizar.

2. Carne Vermelha

A carne vermelha sofreu aumentos de preços praticamente o ano todo, e esses aumentos vem desde o início da pandemia. Minha sugestão de substituição desse alimento para economizar são os ovos e a carne de frango. Os dois alimentos estão com preços menos agressivos ao bolso dos consumidores e possuem grande valor nutricional, substituindo muito bem a carne. Quanto ao famoso churrasco, procure preparar maiores variedades de carnes, utilizando linguiças, carne de porco e frango em suas listas. Isso ajudará a baixar o valor gasto no churrasquinho do final de semana.

3. Feijão

O feijão é uma paixão nacional, em todas as suas variações, porém o valor do produto deu um enorme salto em 2020, custando em alguns lugares até mesmo mais de R$ 10,00 o quilo. Mas como substituir um dos produtos mais gostosos, amados e mais importantes da cesta básica brasileira? Bem, eu não vou aqui dizer para você cortar o alimento da sua lista, porém, se fizer um esforço, poderá substituir uma parte do feijão que costuma comprar mensalmente por lentilhas, por exemplo. Esse alimento é altamente nutritivo e oferece uma economia importante para seu bolso. Além de ser também muito gostoso.

4. Tomate

O tomate é um alimento que possui muitas variações de preço todos os anos, e em 2020 não é diferente. Esse alimento pode ser muito sensível ao clima, e o seu cultivo pode gerar facilmente grandes prejuízos, mas há uma alternativa que pode diminuir o gasto com tomates: o molho de tomate. Embora haja muita desconfiança sobre o produto quanto a sua composição, não há como negar que esse alimento tomou conta do mercado de molhos, não somente por sua praticidade como por seu valor, muito mais baixo do que comprar tomates.

5. Queijo

Um dos produtos mais consumidos pelos brasileiros, não somente em receitas como lasanhas e tortas mas principalmente no café da manhã e nos lanches mais variados, é o queijo. Porém com a alta do preço do leite todos os produtos laticínios sofreram grandes aumentos em 2020, e o queijo é um deles. Mas há como diminuir o impacto que essa alta causou em seu orçamento, e essa maneira é consumindo o queijo tipo ricota, bem mais barato e muito saboroso.

6. Suco de Laranja

troque o suco de laranja pronto por laranjas

O suco de laranja é um dos sucos mais consumidos do Brasil, mas a forma de comprar o produto, já pronto, fez com que o valor gasto mensalmente com esse alimento aumentasse consideravelmente nos últimos anos. Como estamos em um momento de economizar, o ideal nesse caso é voltar a espremer sua própria laranja. Além de consumir sucos sempre bem frescos, o valor será bem mais baixo se você abdicar da comodidade do suco pronto.

7. Batata Frita

A batata frita congelada é uma grande febre do momento no mercado alimentício. E a indústria percebeu isso, pois cada vez encontramos pacotes com quantidades maiores desse produto nada saudável mas que é amado principalmente pelas crianças. Mas você já percebeu a diferença de preço entre 1kg de batata frita congelada e 1kg de batata? É muita diferença. O que recomendo em meio a uma crise é começar a fazer suas batatas fritas como antigamente.

8. Peixes

Se você tem os peixes inseridos na sua dieta, poderá sentir um aumento significativo do produto nos supermercados. Isso se dá pelo aumento da demanda mesmo, mas você pode tentar criar receitas com sardinhas e atum enlatado. Esses produtos não sofreram grande impacto de preço nos últimos meses e podem ser uma saída até mesmo para substituir outras carnes.

9. Macarrão

A dica que tenho para dar sobre o macarrão é parecida com a dica sobre o arroz. Procure conhecer e experimentar o macarrão integral, que pode ter o preço um pouco mais caro que o macarrão tradicional porém é muito mais nutritivo, e você come muito menos para ter o mesmo resultado nutricional. Eu mesmo já preparei um macarrão integral com atum que ficou uma delícia. Experimente.

10. Frutas

compre frutas da estação que são mais baratas

As frutas possuem diversas vantagens para merecer estar na sua lista de compras, uma delas é por sua saúde, mas há outras vantagens. O valor das frutas é mais barato do que de doces por exemplo. Além disso, você poderá preparar sucos e se comprar frutas da estação, a economia será ainda maior. Abuse de frutas nacionais, pois elas costumam ser as mais baratas.

Considerações finais

Curtiu nosso post sobre como economizar substituindo alimentos mais caros por alternativas mais baratas? Então deixe sua opinião nos comentários. Finalmente, se você gostou do blog? Nos ajude a divulgá-lo em suas redes sociais. Siga o Blog Comida Simples nas redes sociais: Facebook e no Instagram.

pesquisa preço do arroz mais alto em setembro de 2020

Preço do Arroz mais alto em Setembro de 2020

Alta do preço do Arroz assustou os consumidores nas últimas semanas e virou notícia em todo o país

Todos sabemos bem a importância do Arroz para a alimentação básica das famílias brasileiras e nas últimas semanas o preço do produto assustou consumidores de todas as classes. Além de assustar os consumidores, o valor mais alto preocupou as autoridades que já estão pensando em estratégias para conter a alta do produto.

Com o aumento do preço do Arroz, todo o setor alimentício pode sofrer alteração de preço já que o alimento é um dos principais ingredientes não somente nas nossas casas mas também em restaurantes, hotéis, hospitais, escolas e nas cozinhas da indústria.

Realizamos uma breve pesquisa para que você possa entender como o Arroz subiu de preço no varejo. A pesquisa foi realizada em redes de supermercados online no dia 10 de Setembro de 2020. A pesquisa contém o preço mais baixo e o preço mais alto do Arroz nas lojas: Angeloni, Muffato, Gelb Market, Extra e Carrefour. O valor médio do Arroz Branco Tipo 1 de 1kg ficou R$ 4,41 em nossa pesquisa.


Veja o resultado detalhado da pesquisa do Arroz Branco Tipo 1 – Pacote de 1kg – 09/09/2020 em 5 supermercados

Angeloni

  • Mais barato: R$ 3,35 (Dellarroz).
  • Mais caro: R$ 5,35 (Prato Fino).

Muffato

  • Mais barato: R$ 3,79 (Dellarroz).
  • Mais caro: R$ 5,35 (Tio João).

Gelb Market

  • Mais barato: R$ 3,99 (Biju).
  • Mais caro: R$ 5,49 (Tio João).

Extra

  • Mais barato: R$ 3,68 (Biju).
  • Mais caro: R$ 4,49 (Tio João).

Carrefour

  • Mais barato: R$ 3,95 (Camil).
  • Mais caro: R$ 4,65 (Tio João).

Conclusão

Segundo matéria do Correio Braziliense, com a alta do dólar, as exportações do Arroz ficaram mais rentáveis, o que força o preço a subir também no mercado interno. Além disso, houve uma redução significativa da área total utilizada para o plantio do Arroz nos últimos anos, o que pode contribuir para a alta do preço. Especialistas Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), acreditam que o preço só deve voltar a baixar em 2021. Eles reforçam que o aumento do produto agora, estimule a recuperação do setor, e consequentemente, com uma maior produção após a crise, o valor baixe gradativamente.

Curtiu nosso post sobre o aumento do preço do Arroz em Setembro de 2020? Então deixe sua opinião nos comentários. Finalmente, se você gostou do blog? Nos ajude a divulgá-lo em suas redes sociais. Siga o Blog Comida Simples nas redes sociais: Facebook e no Instagram.