jan 252019

10 alimentos mais consumidos no Brasil em casa

10 alimentos mais consumidos no Brasil em casa

10 alimentos mais consumidos no Brasil em casa

Lista baseada em pesquisa do IBGE de 2009 aponta os 10 alimentos mais consumidos pelos brasileiros no domicílio

Você sabe quais os alimentos mais consumidos no Brasil? Na sua casa, você saberia dizer o que mais comprou no último ano, ou mesmo no último mês. É sobre isso que o Comida Simples vai tratar neste artigo.

A alimentação é um tema muito importante para a vida dos seres humanos e quando o assunto é comida, diversas curiosidades podem ser levantadas. Uma delas é: o que as pessoas mais comem? E esta resposta pode ser bem diversa e também muito curiosa, dependendo do país, cultura ou região do mundo.

Para facilitar a construção da lista a seguir, limitamos este post aos alimentos mais consumidos pelos brasileiros em seu domicílio. Em um próximo post vamos abordar também os alimentos mais consumidos fora de casa. Para compartilhar com você esta lista curiosa, utilizamos como base a última pesquisa de orçamentos familiares ( POF ), realizada sobre este tema pelo IBGE, em 2008/2009.



Confira quais são os 10 alimentos mais consumidos no Brasil em casa

  • Arroz
  • Feijão
  • Pão de Sal
  • Carne Bovina
  • Macarrão
  • Biscoito Salgado
  • Banana
  • Milho e Preparações
  • Bolos
  • Biscoito Doce

1. Arroz

arrozO arroz é, para o homem, uma das principais fontes de carboidratos, substâncias orgânicas que fornecem energia ao organismo, além de contribuírem para a restauração e o desenvolvimento dos tecidos. O cereal é uma boa fonte de sais minerais, como o fósforo, ferro, potássio e vitaminas (tiamina, riboflavina e niacina). Além disso, o arroz não contém colesterol, é de fácil digestão e é indicado na convalescença de quase todas as doenças. O arroz possui pelo menos 7 tipos bem definidos.

Na culinária, o arroz é muito usado em diversos pratos, como sopas, bolos, doces, etc. No Japão, os grãos de arroz fermentados são empregados no preparo de uma bebida alcoólica chamada saquê. Outra conhecida forma de consumo do cereal é a brasileiríssima combinação do arroz com o feijão. Atualmente, o maior produtor e consumidor de arroz do mundo é a China. Conheça as principais marcas de arroz do Brasil. Não é por menos que o arroz figura na primeira posição dos alimentos mais consumidos pelos brasileiros.



2. Feijão

FeijãoO feijão é bom para a saúde porque ele fornece carboidratos, que proporcionam energia para o dia a dia, além de nutrientes essenciais para uma vida saudável, como proteínas ricas em lisina, vitaminas (principalmente as do complexo B), sais minerais (como ferro, cálcio, potássio e fósforo) e fibras (que ajudam no bom funcionamento do intestino e no controle dos níveis de colesterol e glicose do sangue). A concentração elevada do aminoácido lisina no feijão é considerada de grande valor na complementação das proteínas dos cereais, como o arroz.

O consumidor brasileiro tem o saudável hábito de utilizar o caldo de feijão na alimentação, podendo consumi-lo até mesmo como entrada da refeição, para abrir o apetite. Ele dá preferência ao caldo mais consistente ou grosso, que é um importante atributo de qualidade, garantindo a preferência do consumidor por uma marca de feijão em detrimento de outras. Além do seu sabor, o caldo resultante do cozimento de feijão concentra alguns nutrientes, como minerais, que migram dos grãos para a água de cocção durante o processo. Neste caso, o consumo dos grãos cozidos junto com o caldo retém esses minerais perdidos e garante o aproveitamento mais completo dos nutrientes do alimento. O grande parceiro do Arroz é o 2º na lista dos alimentos mais consumidos no país.



3. Pão de Sal

Pão de SalO pão francês, também conhecido como pão cacetinho, pãozinho ou pão de sal é um tipo de pão feito de farinha, sal, água e fermento. Este pão tem um exterior crocante,e é popular no Chile, Brasil, na região dos Andes da Bolívia e do Peru mas também pode ser encontrado na Argentina e no Uruguai. Pão francês, pão de sal ou pão careca são alguns nomes dos pães pequenos, produzidos no Brasil para serem consumidos em refeições como o café da manhã e o lanche da tarde.

No Brasil, o pão francês parece ter surgido no início do século XX, quando os burgueses da Primeira república adotaram a cultura francesa da “Belle époque” como padrão, não apenas na gastronomia, mas também na moda, nas artes e nos hábitos sociais. As padarias, que ainda faziam um pão escuro, foram instadas a imitar uns pãezinhos alongados com miolo branco e crosta dourada. Aparentemente, a receita não reproduz o pão que se consumia em França nessa altura, mas ficou conhecido como “pão francês”, conhecido noutros países como “pão brasileiro”. O pão de sal é com certeza um dos alimentos mais consumidos no Brasil e também no mundo.



4. Carne Bovina

Carne BovinaO Brasil é um dos mais importantes produtores de carne bovina no mundo, resultado de décadas de investimento em tecnologia que elevou não só a produtividade como também a qualidade do produto brasileiro, fazendo com que ele se tornasse competitivo e chegasse ao mercado de mais de 150 países.

Em 2015 o país se posicionou com o maior rebanho (209 milhões de cabeças), o segundo maior consumidor (38,6 kg/habitante/ano) e o segundo maior exportador (1,9 milhões toneladas) de carne bovina do mundo, tendo abatido mais de 39 milhões de cabeças. 80% da carne bovina consumida pelos brasileiros é produzida no próprio país – o parque industrial para processamento tem capacidade de abate de quase 200 mil bovinos por dia.



5. Macarrão

MacarrãoTodo macarrão é produzido basicamente com água e farinha de trigo. No entanto há diferentes tipos de farinha e ingredientes, como os ovos por exemplo, que podem ser adicionados no processo produtivo. O macarrão veio na bagagem de italianos que imigraram no início do século XIX, estimulando a cultura do trigo, a construção de moinhos e a criação das primeiras fábricas de massas.

Desde então a paixão pelo Macarrão só aumentou, hoje é um dos alimentos preferidos pelos brasileiros. Atualmente o Brasil é o terceiro maior mercado consumidor de massas alimentícias, ficando atrás apenas da Itália e dos EUA. Só em 2013, consumiu-se cerca de 1,2 milhão de toneladas de macarrão no país, com faturamento de mais de R$ 6,5 bilhões.



6. Biscoito Salgado

Biscoito SalgadoOs biscoitos de água e sal e cream cracker são muito populares. Inicialmente feitos apenas com trigo e água, eles surgiram em 1885 na Inglaterra. Hoje em dia, levam na composição farinha, água e certo teor de gordura para deixá-los crocantes. No entanto, qual a diferença entre os biscoitos água e sal e os cream crackers?

Na verdade, não existem diferenças entre os ingredientes utilizados nos dois casos. A única diferença existente é que no caso dos cream crackers é utilizada uma quantidade maior de gordura do que no do biscoito água e sal (16% contra 7%). Isso é necessário para fazer com que a massa desse biscoito seja mais cremosa e crocante. No Brasil, segundo a pesquisa do IBGE de 2008/2009, o biscoito salgado ficou em 6º lugar entre os alimentos mais



7. Banana

BananaDe origem asiática, atualmente as bananas são cultivadas em diversas regiões do planeta, especialmente em climas tropicais; sendo a banana um dos principais produtos de exportação de nosso país. Sobre isso, vale ressaltar que o Brasil, além de ser o país que mais exporta esse alimento, é também o que mais o consome. Existem aproximadamente cem variedades de bananas cultivadas em todo o mundo. Algumas dela são: banana-nanica, banana-prata, banana-ouro, banana-maçã e banana-da-terra.

Essas plantas, em sua maioria, são reproduzidas assexuadamente, por meio de propagação vegetativa, a partir do rizoma de plantas adultas. Rizomas são caules subterrâneos de crescimento horizontal, do qual podem emergir folhas. De cada bananeira se origina um cacho de bananas e, após esse evento, uma nova planta começa a se desenvolver. Diante do exposto, a banana é classificada como fruto partenocárpico, já que se desenvolve a partir do ovário não fecundado. Ela é um alimento muito nutritivo. Rica em sacarose, frutose, glicose, fibras e sais minerais, como cálcio, ferro, sódio, zinco, potássio, magnésio, fósforo, e vitaminas, como a A, B1, B2 e C; possui poucos lipídios, sendo, portanto, de fácil digestão.



8. Milho e Preparações

MilhoDe origem sul-americana, o milho é consumido em grande escala desde o ano 5000 a.C., época dos maias, astecas e incas, mas só ganhou a popularidade merecida na época das grandes navegações, no século XVI. Seu aroma e sua fácil combinação com sal e açúcar fizeram com que atingisse todos os continentes. Tornou-se tão popular que, hoje em dia, só perde em produção para o trigo e o arroz. Os Estados Unidos são o principal produtor, mas não ficamos atrás: segundo o ISAAA (International Service for the Acquisition of Agribiotech Applications).

O Brasil é o segundo maior, seguido pela Argentina e pelo Canadá. Além de versátil, é um alimento nutritivo. Cada 100g de milho verde tem 28,6g de carboidratos, 138 calorias, 3,9g de fibras, 6,6g de proteínas e 2mg de cálcio. Sem contar a boa concentração umami. Uma espiga de milho tem cerca de 106g de glutamato livre, o que contribui para dar mais gosto umami às preparações. Nem todo milho é milho verde! Hoje em dia são conhecidas aproximadamente 150 espécies de milho com grande variedade de formato de grãos e cores. No Brasil, temos 28 variedades disponíveis para plantação, classificados em cinco tipos: duro, mole, pipoca, dentado e doce.



9. Bolos

BolosApesar de informações contrárias, acredita-se que o primeiro bolo de andares tenha sido o da italiana Catherine De Medici quando se casou com Herique II, Rei da França, no século XVI. A partir daí os bolos eram cada vez mais glamurosos, porém, com sabor rústico e pouca qualidade. Na Inglaterra, durante o reinado da Rainha Victória, os bolos chegavam a pesar 100 quilos com altura acima de dois metros. Na verdade, em todos os momentos da história, o bolo era considerado como uma demonstração de prosperidade e riqueza. Por isso eram tão altos!

O primeiro bolo de farinha a se adaptar no Brasil foi o pão-de-ló, de origem portuguesa. Rapidamente, tornou-se bastante popular, e até hoje, é um dos preferidos para bolos recheados. Antigamente, e sobretudo em Portugal, era hábito consumir o pão-de-ló em fatias, torradas, acompanhando o chá, café ou vinho do Porto. Hoje os bolos são uma paixão nacional e podem ser encontrados em milhares de versões.



10. Biscoito Doce

Biscoito DoceO mercado de biscoito cresceu e, além disso, o segmento de cookie e dos biscoitos recheados cresceram acima deste índice. Isso reflete a projeção positiva esperada para o setor neste ano também. As crianças comem biscoitos simples na hora do lanche, no intervalo entre as principais refeições. Esse hábito vai se intensificando com o passar do tempo e elas passam a experimentar outras novidades, como as bolachas recheadas.

Nos piqueniques é uma guloseima que está sempre presente. Os biscoitos recheados e os cookies são saborosos e proporcionam prazer ao público, sendo uma das guloseimas favoritas e preferidas da maioria das pessoas. Por isso, mesmo com o orçamento limitado, o consumo continua crescendo de forma positiva. Este é o 10º colocado em nossa lista dos alimentos mais consumidos no Brasil.

Conclusão

Como você pode ver, a lista com os 10 alimentos mais consumidos no Brasil é bem interessante e meio óbvia, porém vale sempre compartilhar este tipo de curiosidade com nossos leitores. Finalmente, se você gostou do blog? Nos ajude a divulgá-lo em suas redes sociais.

Siga o Blog Comida Simples nas redes sociais: Facebook e no Instagram.