jan 232019

10 cidades mais bonitas do Paraná e sua gastronomia

10 cidades mais bonitas do Paraná e sua gastronomia

10 cidades mais bonitas do Paraná e sua gastronomia

O estado do sul do Brasil que abriga uma grande diversidade de culturas e ecossistemas: conheça o Paraná e suas belas cidades

Você conhece as cidades mais bonitas do Paraná? A a gastronomia local? Se não conhece, dê uma espiada em nosso post com um pouco mais sobre belas cidades paranaenses e seus atrativos turísticos e gastronômicos. O Comida Simples também explora o turismo para fazer um gancho para a gastronomia pois os dois temas tem tudo a ver.

O Paraná afirma-se como um dos mais completos destinos turísticos do Brasil. As Cataratas do Iguaçu – conjunto com mais de duas centenas de quedas d’água – são o principal cartão-postal do estado. Em todas as regiões, a estrutura hoteleira e de serviços é excelente, com destaque para Foz do Iguaçu e para a capital, Curitiba.



Confira as 10 cidades mais bonitas do Paraná e sua gastronomia local

  • Paranaguá
  • Foz do Iguaçu
  • Antonina
  • Morretes
  • Lapa
  • Curitiba
  • Guaratuba
  • Londrina
  • Ponta Grossa
  • Matinhos



1. Paranaguá

Paranaguá - PR - Ilha do Mel

Quem vier até Paranaguá vai perceber a beleza do casario colonial, afinal suas paredes testemunham a história local. Muitas atrações podem ser vistas em Paranaguá, cidade considerada o berço da civilização paranaense. O patrimônio histórico, cultural e as belezas naturais da cidade encantam os turistas e são orgulho dos moradores. O casario, as ladeiras e as igrejas compõem um dos mais belos conjuntos arquitetônicos do Estado.

Os visitantes podem conhecer o Aquário Marinho, os Mercados Municipais, as Igrejas Históricas, a Fontinha, o Santuário Estadual de Nossa Senhora do Rocio e as antigas edificações da Rua da Praia.  Paranaguá  abriga as Casas Culturais, o Museu de Arqueologia e Etnologia e o Teatro Municipal Rachel Costa. As maravilhas da Mata Atlântica podem ser vistas na baía de Paranaguá, com suas ilhas cercadas de encantos naturais, sendo a Ilha do Mel um dos principais atrativos turísticos do Paraná.

Gastronomia de Paranaguá
  • Barreado
  • Peixes
  • Frutos do Mar



2. Foz do Iguaçu

Foz do Iguaçu - PR

Cidade com cerca de 263 mil habitantes, Foz do Iguaçu é caracterizada por sua diversidade cultural. São mais 90 nacionalidades estrangeiras, sendo que as mais representativas são oriundas do Paraguai, Líbano, China e Argentina. Integrada à região trinacional, Foz do Iguaçu faz divisa com a cidade argentina de Puerto Iguazú e com a cidade paraguaia de Ciudad del Este. A base da economia da cidade está no turismo, com destaque para o comércio e serviços.

A atividade turística em Foz do Iguaçu é composta de vários segmentos. Seus dois ícones, as Cataratas do Iguaçu, eleitas, em 2011, como uma das Novas 7 Maravilhas da Natureza, e a Hidrelétrica de Itaipu, encantam qualquer visitante. Além desses atrativos, outras opções compõem a oferta turística. São atrativos naturais, culturais, compras, atividades esportivas e variadas que fazem com que o Destino Iguaçu seja destaque nacional e internacional.

Gastronomia de Foz do Iguaçu
  • Dourado Assado
  • Pirá de Foz



3. Antonina

Antonina - PR

Antonina é um município brasileiro do estado do Paraná. Sua população contada em 2010 é de 18.891 habitantes com uma área de 876,551 km². Está situada a 90 km de Curitiba, e a 50 km de Paranaguá. Cidade histórica cujos primeiros vestígios da ocupação foram encontrados nos sambaquis. Posteriormente índios carijós habitaram o local sendo que os primeiros povoadores datam de 1648 e 1654.

Além da extraordinária beleza natural paisagística, Antonina possui no seu calçamento de pedras e nas suas ruínas, histórias, as quais enriquecem o seu patrimônio. O município oferece ainda, diversos atrativos turísticos. É acessado pela BR-277, pela antiga Estrada da Graciosa, por ferrovia e através do porto, que foi recentemente reativado, onde também se localiza a sede do município. Criado através da Lei Estadual nº14 de 21 de janeiro de 1857, e instalado na mesma data foi desmembrado de Paranaguá.

Gastronomia de Antonina
  • Barreado
  • Bala de Banana
  • Peixes
  • Frutos do mar



4. Morretes

Morretes - PR

Conhecer Morretes é ir ao encontro do verde das montanhas, do ar puro das cachoeiras, de bosques e recantos ainda inexplorados; é conviver com a exuberância de sua natureza e revier a história viva do Paraná, contemplando as belezas naturais do imponente Marumbi e do encantador Nhundiaquara; é ouvir o cantar dos pássaros com o marulhar das Cascatas, numa harmoniosa melodia.

É o relicário histórico e cultural de tantas gerações, que teve seu primeiro alento em 1721, quando o Ouvidor Rafael Pires Pardinho determinou que a Câmara de Paranaguá demarcasse, trezentas braças de terra em quadra, no local onde seria a futura povoação de Morretes, até que em 31 de outubro de 1733 foi realizada a medição das terras no ponto onde residia o rendeiro do porto João de Almeida, primeiro morador a localizar-se nas terras delimitadas, onde foram construídas duas casas, uma das quais pertencia a João de Almeida, localizada no morro da Igreja, e a outra denominada Casa da Farinha. Após a demarcação, recebeu o nome primitivo de Nossa Senhora do Porto e Menino Deus dos Três Morretes.

Gastronomia de Morretes
  • Barreado
  • Frutos do mar
  • Peixes



5. Lapa

Lapa - PR

Com origem ligada ao tropeirismo, a Lapa é uma das cidades mais antigas do Estado do Paraná e mantém seu Centro Histórico com características originais. As ruas de paralelepípedos, as réplicas de luminárias antigas e construções em estilo colonial português dos séculos XVIII e XIX encantam os visitantes. Nestas ruas e imóveis está viva a memória de um episódio que marcou a trajetória política brasileira e ficou conhecido como Cerco da Lapa.

O nome da cidade tem origem na marcante presença, ao leste, de uma montanha com formações rochosas que contém uma gruta em que viveu, por algum tempo, o monge João Maria D’Agostinis, tornando-a ponto de peregrinação e de grande valor místico. Os saborosos pratos típicos, como o virado de feijão com torresmo, a quirera, os tijolinhos de abóbora e a coxinha de farofa fazem da gastronomia um importante atrativo. A Lapa é uma cidade tranquila, ótima para se morar e investir. Tem uma boa infraestrutura de saneamento básico, educação, transporte, saúde e lazer.

Gastronomia de Lapa
  • Virado de Feijão com Torresmo
  • Quirera
  • Tijolinhos de abóbora
  • Coxinha de farofa



6. Curitiba

Curitiba - PR

Curitiba é a capital do Paraná, um dos três Estados que compõem a Região Sul do Brasil. Sua fundação oficial data de 29 de março de 1693, quando foi criada a Câmara. Os imigrantes – europeus e de outros continentes -, ao longo do século XX, deram nova conotação ao cotidiano de Curitiba. Seus modos de ser e de fazer se incorporaram de tal maneira à cidade que hoje são bem curitibanas festas cívicas e religiosas de diversas etnias, dança, música, culinária, expressões e a memória dos antepassados. Esta é representada nos diversos memoriais da imigração, em espaços públicos como parques e bosques municipais.

No século XX, no cenário da cidade planejada, a indústria se agregou com força ao perfil econômico antes embasado nas atividades comerciais e do setor de serviços. A cidade enfrentou, especialmente nos anos 1970, a urbanização acelerada, em grande parte provocada pelas migrações do campo, oriundas da substituição da mão-de-obra agrícola pelas máquinas. Curitiba enfrenta agora o desafio de grande metrópole, onde a questão urbana é repensada sob o enfoque humanista de que a cidade é primordialmente de quem nela vive.

Gastronomia de Curitiba
  • Carne de onça (calma, é carne de gado, este é só o nome)
  • Pão com bolinho
  • Pinhão
  • Massas



7. Guaratuba

Guaratuba - PR

Os primeiros habitantes deram o nome ao município de Guaratuba que em tupi significa “muitos guarás”, pássaros vermelho vivo, que existia em abundância no litoral do Paraná. Em 5 de dezembro de 1765, D. Luiz Antônio de Souza Botelho Mourão, Morgado de Mateus, ordenou a Afonso Botelho de Sampaio e Souza que fundasse um povoado na enseada de Guaratuba, que a fim de bem executar sua tarefa, reuniu duzentos casais e transferiu-os para o referido local, dando-lhes as ferramentas necessárias e demarcando-lhes as terras, de acordo com as necessidades de cada um.

Em 13 de maio de 1768, D. Luiz Antônio de Souza Botelho Mourão mandou construir uma igreja neste novo povoado e, a 29 de abril de 1771, foi celebrada a primeira missa oficiada pelo pároco Bento Gonçalves Cordeiro, auxiliado pelos freis João Santana Flores e Francisco Borges. Nesta mesma data este povoado foi elevado à categoria de Vila, com a denominação de Vila São Luíz de Guaratuba da Marinha.

Gastronomia de Guaratuba
  • Palmito assado na brasa
  • Peixes
  • Frutos do mar
  • Cambira



8. Londrina

Londrina - PR

Londrina se consolidou como Pólo Regional de bens e serviços e se tornou, definitivamente, a terceira mais importante cidade do Sul do Brasil na década de 90, quando foi desenvolvido o primeiro Plano Diretor. Neste período a cidade apresentava uma estrutura voltada para áreas residenciais em praticamente todo seu território, destacando a região central em razão do desenvolvimento da construção civil, refletida em inúmeros edifícios  de padrão médio e alto.

A região Norte da cidade, que nas décadas anteriores se enquadrava como região rural, revelou-se  como maior área residencial da cidade, apresentando uma concentração de conjuntos habitacionais financiados pelo BNH. Década a década, verifica-se que Londrina teve um  crescimento  constante, consolidando-se  como principal ponto de referência do Norte do Paraná, bem como exercendo grande influência e atração regional.

Gastronomia de Londrina
  • Catita
  • Culinária internacional



9. Ponta Grossa

Ponta Grossa - PR

Localizada no Segundo Planalto Paranaense, na região dos Campos Gerais, Ponta Grossa destaca-se no cenário turístico do sul do Brasil, devido à sua posição geográfica pela facilidade de acesso a todas as regiões do Estado. Importante entrocamento rodo-ferroviário, a cidade tem suas raízes no tropeirismo, na pluralidade étnica e nos caminhos da estrada de ferro, símbolos históricos e marcos referenciais ainda presentes no cenário urbano de uma das mais importantes cidades brasileiras.

Integrante da Rota dos Tropeiros, Ponta Grossa congrega um complexo de atrativos naturais, históricos e culturais que se revelam em meio à paisagem ondulada dos Campos Gerais e proporcionam a seus visitantes oportunidades múltiplas de lazer, cultura e turismo. O contraste do antigo com o moderno, a imensidão e a beleza de sua natureza e as manifestações culturais são fatores decisivos no reconhecimento da cidade como pólo turístico e cultural do Brasil. Além da qualidade de sua rede hoteleira e gastronômica, Ponta Grossa oferece ainda uma noite agradável com aspectos variados que garantem diversão a todos os gostos.

Gastronomia de Ponta Grossa
  • Alcatra no espeto
  • bebidas a base de Amora
  • Cafés coloniais



10. Matinhos

Matinhos - PR

A colonização de Matinhos começou em meados de século XIX, quando os índios carijós habitavam o litoral paranaense, descoberto em 1820 pelo francês Augusto de Saint’Hilaire. Sua primeira denominação foi Matinho, nome de um rio existente no município e, seus colonizadores iniciais foram os portugueses e italianos, que fundaram colônias agrícolas.

Em 1927, foi inaugurada a Estrada do Mar, ligando Paranaguá a Praia de Leste, que trouxe diversas famílias em sua maioria alemã, fixadas em Matinhos, entre elas a de Augusto Blitzkow, responsável por um plano de urbanização para Caiobá. Em 27 de janeiro de 1951, de acordo com a Lei nº 613, Matinhos foi elevada à categoria de Distrito pertencente à Paranaguá, e à categoria de Município, a 12 de junho de 1967, desmembrando-se de Paranaguá.

Gastronomia de Matinhos
  • Cambira
  • Barreado
  • Peixes
  • Frutos do mar

Conclusão

Curtiu a nossa lista com as 10 cidades mais bonitas do Paraná e sua gastronomia? A cidade de sua preferência não está na lista, então deixe sua opinião nos comentários. Finalmente, se você gostou do blog? Nos ajude a divulgá-lo em suas redes sociais. A fonte de pesquisa deste post foi o Portal do Turismo de SC.

Siga o Blog Comida Simples nas redes sociais: Facebook e no Instagram.