jan 172019

O que comer em São Paulo? 10 comidas mais populares

O que comer em São Paulo? 10 comidas mais populares

O que comer em São Paulo? 10 comidas mais populares de SP

Está em São Paulo e não sabe o que comer? Esta lista de delícias paulistanas vai te dar água na boca e te ajudar a ficar com mais dúvidas

Não sabe o que comer em São Paulo? Pensando neste público de alta diversidade e gosto gastronômico presente em São Paulo, o Comida Simples traz pra você as 10 comidas mais populares de SP. Esta lista foi formada com a colaboração do meu primo, Felipe Jerônimo e da sua Esposa Amanda Barbosa.

O casal reside na capital paulista há algum tempo e possui muitos amigos e familiares na cidade. Com essas influências eu solicitei a eles 10 sugestões populares de comidas que o paulistano adora e com certeza os visitantes de Sampa também devem experimentar.

A maior cidade do país é também a mais populosa e diversa. Estas características fazem de São Paulo, a cidade com maior variedade de restaurantes, padarias, confeitarias e lanchonetes do Brasil. Dessa forma ficaria difícil para mim, um porto-alegrense, escrever esse post sem a ajuda deles. A lista tem de tudo um pouco e eu espero que o post agrade tanto aos paulistanos quanto as pessoas que visitam a cidade.



Confira o que comer em São Paulo com as 10 comidas mais populares de SP

  • Sanduíche de Mortadela
  • Pastel de Feira
  • Pizza
  • Feijoada
  • Virado a Paulista
  • Lanche de Pernil
  • Esfirra, Quibe, Tabulé e Falafel
  • Pão na Chapa com uma Média
  • Picadinho
  • Churrasco Grego

1. Sanduíche de Mortadela

Sanduíche de Mortadela de São PauloO famoso Sanduíche de Mortadela é um dos atrativos do Mercado Municipal de São Paulo. Turistas visitam o local só para comer a iguaria, que chega a ter mais de 300 gramas do embutido em um pão francês. Com muito recheio e opções de acompanhamento como queijo cheddar, cebola caramelizada e bacon, o prato é uma tradição do “Mercadão”, localizado no centro da capital paulista.

O lanche ficou famoso em terras paulistanas na década de 1930, quando o Mercadão abriu suas portas. Primeiro, ele conquistou os funcionários do local, que viram no sanduíche uma opção de alimentação barata e acessível. Depois, chamou a atenção da população paulistana e se transformou em atração turística. Esta é disparada a melhor comida ou lanche da cidade, sendo assim a solução para quem não sabe o que comer em São Paulo.

2. Pastel de Feira

Pastel de Feira de São PauloEm São Paulo há diversas feiras ao ar livre, elas são uma tradição da cidade, atraem muita gente com seus produtos diversos, em geral, frescos e com muita qualidade. Além disso, há quem vá à feira só para comer o tão falado “Pastel de Feira”, que ganha novos adeptos diariamente, afinal é uma delícia.

Os japoneses adaptaram a receita do rolinho primavera chinês, para o pastel como conhecemos hoje, passaram a usar a carne bovina, que agradava mais ao paladar brasileiro e passaram a fritá-lo. Seja nas pastelarias espalhadas por toda a cidade de São Paulo, ou nas tradicionais feiras, o pastel ganhou o coração e o paladar de todo nós! Vem a São Paulo? Não deixe de comer os deliciosos pastéis de feira.



3. Pizza

Pizza de São PauloA história da pizza paulistana se mistura à história do Brás, bairro da região Leste que se tornou um núcleo importante de imigrantes italianos. À medida em que se adaptavam ao Brasil, as “mammas” produziam pratos típicos da terra natal, muitas vezes se restringindo à oferta de ingredientes que encontravam por aqui.

Não há um registro oficial sobre a primeira pizza feita na cidade, mas estudiosos dão crédito como pioneiro ao pizzaiolo napolitano que era conhecido como Carmenielo. Um de seus discípulos também marcou época, o Babbo Giovanni, espalhando sua experiência por pizzarias que se tornariam clássicas, como a Castelões, Líder, Guarani e Giordano.

4. Feijoada

Feijoada de São PauloPrato nacional por excelência, a feijoada reina nos cardápios às quartas e aos sábados, dias “oficiais” para servir o prato em São Paulo. Há, é claro, as cozinhas onde a receita é feita diariamente, como no clássico Bolinha, famoso por sua farta versão.

Afeijoada é um prato que brasileiro ama e, por isso, sempre faz questão de apresentar aos gringos que estão em visita ao Brasil. Em São Paulo, capital gastronômica mundial, é tradição comer feijoada aos sábados e às quartas-feiras. Melhor se for acompanhada por uma caipirinha ou cerveja gelada e uma roda de samba.



5. Virado a Paulista

Virado a PaulistaO prato oficial da segunda-feira em São Paulo é uma refeição completa, criado na época das bandeiras que desbravaram o estado. O mais antigo prato puro-sangue da cozinha paulista é o virado.

A receita atual manda refogar o feijão já cozido em cebola, alho e gordura; acrescenta-se sal e um pouco do próprio caldo do feijão ou de água; mexe-se com farinha de milho ou de mandioca; serve-se acompanhado de bisteca ou costeleta suína frita; linguiça frita; banana empanada e frita; ovo estrelado, de preferência com a gema mole; couve cortada em tiras e refogada na gordura; torresmo feito na hora, ruidosamente crocante; e arroz. Na prática, o virado é uma refeição completa.

6. Lanche de Pernil

Lanche de Pernil de São PauloClássico da comida de rua e de boteco, o sanduíche de pernil pode ser provado em muitos pontos de São Paulo, de portas de estádio de futebol até bares e restaurantes, em versões mais elaboradas. Se no Rio de Janeiro a sua versão mais famosa acompanha uma fatia de abacaxi, criação do boteco Cervantes, em São Paulo ele costuma vir recheado de fatias de carne bem temperadas com um suculento molho com cebola e pimentão.

Para falar de lanche de pernil, deve-se começar pelo Estadão, lanchonete cinquentona que funciona ininterruptamente, fecha apenas no primeiro dia do ano, sendo opção clássica dos famintos da madrugada no centro da cidade. Seu sanduíche de pernil é um dos mais conhecidos da cidade, e vem acompanhado de molho no pão francês.



7. Esfirra, Quibe, Tabulé e Falafel

Esfirra, Quibe, Tabulé e Falafel em São PauloTrazida para o Brasil por imigrantes libaneses em meados do século XIX, a esfirra nasceu do costume das tribos nômades do Oriente Médio: durante suas viagens, comidas simples e pouco perecíveis como o pão eram incrementadas com ingredientes achados no caminho.

O Kibe teve sua origem no Mediterrâneo e no Iraque. No início ele era uma comida típica das classes menos favorecidas, pois a carne era misturada ao trigo para render e poder alimentar toda a família. Esse prato só chegou no Brasil graças as mãos dos imigrantes libaneses que vieram para cá e incorporaram essa receita tipicamente árabe em nosso país.

O tabule, ou  tabūlah ou tabouleh ou tabbouli é talvez a salada árabe mais famosa do mundo. O nome vem do árabe taabil que significa tempero e sua receita vem das montanhas da Síria e do Líbano, embora os iraquianos creditem a iguaria à região de Mosul, cidade do norte do país.

Falafel, originalmente, é um bolinho frito de grão-de-bico e favas. A maioria das receitas, no entanto, leva apenas grão-de-bico e diversos temperos, como coentro, salsinha, alho e cominho. Sua origem é motivo de contestação no Oriente Médio, onde israelitas, palestinos, sírios, iemenitas, egípcios e libaneses discordam sobre a história de sua criação.  Sugestões orientais é o que não falta para comer em São paulo não é mesmo?

8. Pão na Chapa com uma Média

Pão na Chapa com uma Média em SP“Me vê um pão na chapa e uma média” é uma das frases mais ouvidas pelas manhãs nos bares e padarias de São Paulo. O pão com manteiga na chapa do paulistano está para o café da manhã como o arroz com feijão está para o almoço do brasileiro. Seja mais branquinho ou mais tostado, sem prensar ou prensado, o pão na chapa já se tornou uma das nossas marcas registradas. E há, é claro, outras variações, como o pão na chapa com requeijão, o pão integral na chapa e a baguete de parmesão na chapa.

A média é outro clássico. Servido na xícara ou no copo americano, a média é uma mistura de leite e café, e em alguns lugares também tem uma camada de espuma de leite por cima. Se você mora ou trabalha pela Pompeia e dá aquela paradinha em uma das diversas padarias de nossa região, criamos um guia para você variar, conhecer e decidir qual é o seu pão na chapa com média preferido. Esse é o café da manhã preferido para comer em São Paulo.



9. Picadinho

Picadinho em São PauloO picadinho é um clássico da boemia carioca dos anos de 1950, mas foi adotado pelos paulistanos e é uma das receitas associadas à rica gastronomia local. Segundo Margo Moreto Pimenta, uma das sócias dos restaurantes Sweet Pimenta, há várias versões da receita, mas a grande diferença entre o típico arroz e feijão e carne para o picadinho à paulista é o ovo frito.

Em comemoração ao aniversário da cidade, o restaurante Sweet Pimenta inclui o prato no menu às sextas-feiras, com arroz, feijão, picadinho de filé mignon, farofa, couve e ovo frito. “É elaborado com a fusão de todos os ingredientes que o paulistano gosta”, diz. Uma ótima sugestão para comer em São Paulo.

10. Churrasco Grego

Churrasco Grego em São PauloO nome, o formato e o gosto podem diferenciar de acordo com o país, mas o tradicional espeto giratório é a marca registrada do Kebab, o nosso popular churrasco grego. Criado em 1.300 no Império Turco-Otomano, onde é hoje a Turquia, a refeição era servida aos soldados na época e rapidamente caiu no gosto popular, sendo transformada ao longo das gerações e até tendo atravessado o oceano.

Apesar do criador do quitute ser desconhecido, há quem afirme que o churrasquinho chegou ao Brasil pelas mãos de um “grego” qualquer, o que acabou por ganhar o nome de batismo, segundo o chef Rodrigo Libbos, especialista no gênero e proprietário do restaurante Kebab Salonu em São Paulo.

Conclusão

O Comida Simples oferece esse post como uma homenagem aos paulistanos por sua audiência em nosso site. De forma a agradecer por esta honra, criamos este material para ajudar todos os brasileiros a conhecer um pouco mais da gastronomia genuinamente paulistana.

Curtiu a nossas sugestões para comer em São Paulo com as 10 comidas mais populares de SP? A sua comida paulistana preferida não está na lista, então deixe sua opinião nos comentários. Finalmente, se você gostou do blog? Nos ajude a divulgá-lo em suas redes sociais.

Siga o Blog Comida Simples nas redes sociais: Facebook e no Instagram.